segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Housekeeping Parte 3

Infelizmente, além das férias que tiramos e não ficamos em casa, também voltamos a ter compromissos todos os fins de semana. Não sobra muito tempo para as arrumações. Mas não posso deixar meus planos em suspenso e tenho muitos projetos para concluir.
Não voltei a mexer nas roupas, mas consegui fazer uma arrumação nos sapatos. Consegui separar 8 pares de sapatos que já não são usados mais. Um deles novamente não tinha o que ser feito e foi para a reciclagem. Acabei descobrindo que dois pares que estavam guardados poderiam ser colocados em uso e só precisei comprar um tênis novo. Tenho evitado fazer compras para tentar fazer caber tudo o que tenho no guarda roupa. Também já separei roupas minhas para doação.
Separei mais uns livros para troca e estou conseguindo trocar um por mês. Poderia estar melhor, mas até que está bom.
Voltei a ler as minhas revistas. Estou com muitas edições atrasadas, mas preciso me desfazer de algumas delas que estão ocupando muito espaço em casa. 
Peguei outras tarefas extensas para terminar e receio acabar largando alguma coisa pelo caminho.
Estas atividades eu fiz nas últimas 3 semanas, incluindo as duas de férias.
Ao voltar para a rotina e com muita coisa para por em ordem na casa, consegui avançar novamente nas organizações.
Aos poucos estou trocando muitas coisas de lugar para abrir espaço no guarda-roupa que vai ser retirado. E este é um trabalho que não rende. Ainda que eu tenha tirado pilhas de coisas, ainda tenho outras pilhas e gavetas e nichos e etc.
Consegui mexer em mais um pouco de roupas mas pouco separei para dar e/ou devolvi para o armário.
Também descobri um grande foco de bagunça no armário do escritório e pretendo tentar organizar em breve. Não terei tempo para fazer tanta coisa. Mas achei que o sofá do escritório ficou mais vazio depois desta arrumação.
Na semana seguinte, parti para as compras, mas não me entendam mal, precisa comprar alguns artigos para conseguir executar os projetos de artesanato. O primeiro que pretendo terminar é o dos minions, que justamente é o menos urgente. Mas também quero deixar montadas as sacolinhas de lembranças das festas dos próximos meses. Creio que haverá uma em outubro, talvez outra em novembro. E já quero preparar o móbile que vou usar no chá de bebê e depois enfeitará o berço. As compras deram bem certo, mas eu ainda tinha muita coisa começada para terminar. Então foquei mais na marcação das roupas ao mesmo tempo que vou experimentando e retirando do armário o que não cabe mais. Como o tempo está ajudando e já não tem feito tanto frio, consegui fazer muita coisa. Retirei quase 10 peças, consertei duas, e marquei boa parte da pilha. Ainda sobrou uma pilha, bem menor e aproveitei para esvaziar mais uma sacola. Ainda faltam mais 5. Mas estou avançando. Também terminei de ler duas revistas do ano passado que agora já foram em doação para a escola. Devolvi uma mala de coisas que não são minhas e estavam em casa. Ainda tenho muitas arrumações para fazer e sei que não vou ter tempo de fazer tudo, mas sigo avançando tanto quanto possível.
Nossa, num fim de semana só, foi tanta coisa que parecia que não precisava mais de esforço algum. Mas é justamente ao contrário que a nossa cabeça funciona. Sem esperar o próximo fim de semana, ainda durante a semana, à noite, comecei a experimentar um pouco das roupas que estavam nas sacolas. E já separei mais outro tanto de roupa. E até levei mais um livro no correio. Agora falta pouco para acabar com as sacolas de roupas e fica faltando apenas as que estão no maleiro e eu só pretendo mexer quando o quarto estiver pronto.
E neste último fim de semana/feriado encaramos desmontar o quarto para receber os móveis novos. Infelizmente vai ficar assim mais de um mês, mas depois que os móveis forrem montados vou poder arrumar direito. Por enquanto a minha casa está um ambiente inóspito, pó e fungos para todos os lados, coisas empilhadas no chão e entulhadas em todos os cantinhos possíveis. Não vejo a hora de poder começar a colocar as coisas em ordem.
Ainda aproveitei para separar mais um tanto de roupa que até servia, mas não tão bem, e marcar mais um tanto de roupa. Queria já ter feito mais mas não deu tempo de fazer tudo. Também terminei mais uma revista.

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Balanço Mensal - Agosto

Leituras de Agosto


Este não foi um bom mês de leitura, mas consegui cortar alguns livros da lista de espera. Finalmente terminei a coleção Plenos Pecados. Contava terminar pelo menos 2 da Agatha Christie. Ainda tenho algumas leituras de Sidney Sheldon e Agatha Christie para terminar até o final do ano e espero fazê-las.

Andamento das Metas

1) Ler 120 livros faltam 40
2) Ler todos os livros comprados até 2012 faltam 19 + 40
3) Manter uma Lista de Espera < 250 livros está em 337
4) Terminar 5 séries (IAN, Mundo de Tinta, Cemitério dos Livros Esquecidos, O'Hurley, Asas) faltam 12
5) Tenho e não lido < 200 faltam 141
6) Terminar a pasta Anteriores e IX faltam 1 + 27 + 13 + 5 + 21
7) Vou ler e não tenho < 100 está em 174
8) Terminar todos do Sidney Sheldon faltam 7
9) Alcançar 1400 livros lidos faltam 46

Novamente não consegui avançar significativamente. Algumas metas ainda tenho chance de atingir, mas a maioria vai ficar para o ano que vem. 

Lista de Setembro

Como tive muitas dificuldades em avançar na leitura, estou com a lista ainda maior do que estava em agosto. Novamente só posso esperar que esta lista comece a diminuir, e vai assim até dezembro.

1. Constituições Federais 3/8
2. Problemas Interessantes de Matemática e Lógica
3. Tecnologia Mecânica v. 03
4. Ensaios Mecânicos Metálicos
5. Cem Anos de Solidão
6. Gossip Girl - Carlyles
7.  A Noite das Bruxas 42%
8.  Amante Libertada
9. Passageiro para Frankfurt
10. Nêmesis
11. A Mina de Ouro
12. A Ilha Perdida
13. A Grande Rainha
14. Os Elefantes não Esquecem
15. Portal do Destino
16. Os Primeiros Casos de Poirot
17. Noite e Dia 40%
18. A Hospedeira
19. A Senhora da Magia
20. Cai o Pano
21. Um Crime Adormecido
22. Os Últimos Casos de Miss Marple
23. O Mistério do Cinco Estrelas
24. O Prisioneiro da Árvore
25. Poirot e o Mistério da Arca Espanhola
26. Enquanto Houver Luz
27. Poirot Sempre Espera

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Terminados em Agosto

Ainda estou numa rotina bem lenta de consumo e por isso pouco tenho terminado. E quase nada digno de nota. Neste momento, o importante é não esmorecer.

Finalmente terminei o corretivo que vim usando estes meses todos. É a primeira vez que termino um corretivo. Agora tenho usado o outro de caneta, a base líquida e o pó. Às vezes. E não devo terminar nenhum dos produtos tão cedo. Mas pelo menos estou tentando usar a base.
Também terminei com uma miniatura não tão miniatura de sabonete e abri a seguinte. Ainda tenho mais uma e só depois poderei partir para os de tamanho tradicional. Tenho demorado muito para terminar estas miniaturas porque uso principalmente o sabonete esfoliante. Juro que pensei que terminaria este mês, mas ainda deve durar um mês ou dois.

Entre os produtos que estou tentando consumir, tenho a última amostra de condicionador que está no fim e depois devo voltar para os outros produtos de tamanho tradicional e eventualmente alguns envelopes. Achei que acabaria em agosto mas ainda dá pra usar uma ou duas vezes.
O sabonete esfoliante também está próximo de terminar e espero terminar em setembro. Ainda tenho muitos produtos esperando para serem usados.
O spray de cabelo praticamente acabou, mas parece que ainda tem um pouco. Preciso tentar usar mais umas vezes para ver se termina.
Os cremes para o cabelo foram usados. Não estou aguentando muito o cheiro do óleo e por isso tenho usado menos. Com isso vai demorar ainda mais para acabar.
O creme para o rosto já está no fim, quando uso geralmente toco o fundo, mas até raspar todo o pote ainda tenho usos para mais de um mês.
O perfume também tenho deixado de usar na rotina diária por pura pressa.
O creme para o corpo, mesmo usando quase todo dia, enjoei do cheiro e não estou conseguindo terminar. Este era um produto que poderia ter acabado este mês se tivesse sido usado adequadamente.
De uso regular ainda tenho usado o batom e eventualmente o gloss, produtos que estão na minha bancada há tempos. Mas apesar de diminuírem de volume, ainda tenho bastante produtos. Estou sentindo que vão ficar para o ano que vem.
Mudamos a rotina, então esperava precisar trocar o shampoo e condicionador infantil, mas nenhum deles acabou.

Apesar de tentar não comprar nada, comprei um pote grande de condicionador infantil para usar com os potes de shampoos que estavam abertos. Ainda tenho mais dois. Como mudei de lugar, tenho menos espaço para armazenar e por isso tenho que acabar com os produtos logo, logo.

Este foi um mês de quase nada, mas até que estou satisfeita por ter riscado alguns itens. 2017 tem sido um ano fraco em diminuir estoque e terminar produtos. Mas também não tenho comprado muito.

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Os Primeiros Meses que Ficaram para Trás

Foi muito difícil lidar com a insegurança ou a instabilidade da resposta. Acabamos adiando o máximo possível comentar sobre a gravidez e os planos que estamos fazendo. Não queria ser julgada e muito menos ter que aguentar os zilhões de conselhos de especialistas. Mas não foi um processo de negação. A gravidez era a primeira preocupação ao acordar sem sono de madrugada, ao levantar da cama com enjoos e cada vez que sentia um incômodo nas costas, uma fome voraz e a insistente vontade de ir ao banheiro.
Foram meses entre consultas, exames, remédios, mudanças na rotina, mudanças na dieta e bastante cansaço no final do dia. 
Os fins de semana foram de descanso e também bastante introspectivos. Nos dias de sol saíamos para caminhar, tomar sorvete, andar de bicicleta ou passar na banca para comprar figurinha. Nos dias de frio fazíamos um bolo, assistíamos um filme na televisão, ficávamos pintando um dos livros de colorir ou inventávamos brincadeiras que envolvessem ficar embrulhado numa mantinha. 
Perdemos muitos eventos imperdíveis. Atrasamos muitas coisas que estavam planejadas. Mas fomos tocando a vida e curtindo um pouco a nossa família como ela é hoje.
Acompanhar o peso e saber que subiu pouco é muito bom. As correções na dieta não foram em vão.
Ver o estado em que a casa se encontra também me acalma por saber que as coisas estão sendo feitas sem se acumularem pelos cantos.
Mesmo as minhas leituras, estão avançando.
É claro que o tempo está passando mais rápido do que esperava e provavelmente não vou conseguir terminar de fazer tudo o que pretendia antes desta criança nascer, mas algumas coisas que me coloquei para fazer posso deixar para depois.
Realmente não tenho tido pressa em fazer compras. Nem teria espaço para guardar mais nada. 
Mas a reforma do quarto que era a mais crítica já está sendo providenciada. Conseguimos um projeto e o orçamento e agora vamos trabalhar para concluir antes do terceiro trimestre.
Emocionalmente tenho me atormentado com a dúvida se será menino ou menina. Já temos os nomes, mas esta informação vai ajudar a tomar todas as outras decisões. A família resolveu apostar e fica jogando com isso o tempo todo. A minha maior insegurança sempre foi sobre a saúde. Apesar de estar me sentindo bem, vir seguindo as prescrições médicas e os exames terem indicado que tudo está bem, sinto um pouco de insegurança.
Passei última semana com um forte resfriado que trouxe preocupações adicionais à gravidez. Não quer dizer muita coisa, por enquanto, mas preciso acompanhar. Tentei contornar o que foi possível, mas agora preciso me preparar para algo inimaginável: férias.
Pois é, com tanta coisa na cabeça e correndo contra o relógio, nos demos uma semana de passeio e descanso viajando. Tem tudo para dar errado mas queremos acreditar que está tudo bem. E preciso que fique tudo bem. 
Quando fico lembrando como era na gravidez da mais velha é incrível notar como estou agindo diferente. Algumas mudanças foram positivas mas em outras situações penso estar sendo mais relapsa.
Comecei a fazer a lista para o chá de bebê. Este quero realizar em novembro. Pra mais velha eu não fiz. Algumas coisas posso fazer com antecedência, então estou anotando as ideias conforme as tenho.
Assim que souber se é menino ou menina irei fazer também a lista de itens para o bebê.

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Os Novos Projetos de 2017

Eu tentei lembrar quais projetos eu realizei em 2017 e me dei conta que quase nada digno de nota. Então comentei apenas dos preparativos do aniversário e, como não teve nenhum projeto excepcional, vou deixar por isso mesmo. Se tiver alguma curiosidade para o passo a passo de alguma coisa, pergunte que eu faço melhor, tá?
Depois da festa, foquei mais em terminar de assistir os capítulos da novela e em ler parte dos livros que estavam parados.
Uma atividade recorrente que fazemos são os livros de atividades ou de colorir. Creio que terminamos uns 4 este ano. Não tenho uma regularidade boa, mas com isso vamos reduzindo não só a pilha de livrinhos, separamos os melhores desenhos (descartando os demais) e consumimos parte dos outros materiais. Ainda temos muitos lápis, giz e canetinha usados mas que ainda não acabou. No fim do ano vou aproveitar e descartar o que não tiver mais em condições de uso. Também fizemos algumas atividades de corte/colagem. 
Chega a ser cômico, mas estou iniciando o meu primeiro projeto do ano em setembro!?!
Sim, o primeiro projeto que quero concluir em 2017 é o móbile que pretendo usar no berço. Usarei dobraduras de pássaros e aviões. É um projeto antigo que ficou esquecido, mas quero utilizar os materiais que já comprei. Tenho dois livros de dobraduras e 5 ou 6 rolos de papéis coloridos. Só preciso começar a fazer os moldes para resolver as figuras e os tamanhos que vou usar. Preciso dele pronto em novembro para o chá de bebê. Ainda tenho mais algumas coisas que pretendo fazer para o chá de bebê, mas são coisas mais simples. A decoração eu vou usar brinquedos de bebês e roupinhas. Talvez mostre a lembrancinha quando eu resolver o que vou fazer.
O segundo projeto que pretendo realizar são os cordões de minions para pendurar na árvore de natal. Quero fazer pelo menos 2. Também já tenho os materiais, mas preciso fazer os moldes e cortar para teste. Não contei quanto que eu consigo fazer com o material que eu tenho, mas depois que fizer um, calculo o que falta para terminar com os materiais em casa.
O terceiro projeto que pretendo fazer, eu até já fiz outras vezes, mas não mostrei aqui. São as pernas de bruxas para a festa de Halloween. Se eu conseguir o sapato, vou tentar fazer duas. Confesso que não me preparei o suficiente para este projeto, então provavelmente ainda vou precisar sair para comprar mais material. Também quero fazer para esta festa os enfeites para doces e, se der tempo, sacolinhas surpresas. Meus docinhos foram um sucesso na do ano passado, então quero mesmo repetir.
E depois vou montar as sacolinhas para o piquenique das crianças. Só preciso ver direito se consigo os livrinhos e a quantidade de crianças e os doces eu compro na véspera de montar. Quero aproveitar a maior parte dos produtos que eu tenho em casa.
Mais no fim do ano, para as férias, pretendo fazer um chá da tarde e o calendário do advento. Para o chá não penso em fazer nada de especial, só quero ver se consigo mudar um pouco o cardápio e deixo mais brincadeiras preparadas. Também vou pensar em um novo arranjo para os móveis para conseguir fazer funcionar. E o calendário do advento ainda é cedo para eu resolver, quando chegar mais perto eu penso. Vou aproveitar boa parte das tarefas, mas desta vez posso fazer algo diferente. Pelo menos não vou precisar desenhar.
Tenho muitos outros projetos esquecidos, um dos que não quero deixar parado muito mais tempo são os álbuns de fotos que também devem entrar na lista de projetos para 2017. Comprei os álbuns, comecei a separar as fotos, mas agora preciso de um bom editor de foto, e depois levar para imprimir todas as fotos que faltam. Vai ser rápido? Pode até ser que sim, mas enquanto eu não fizer isso, vai ficar uma grande barreira para as pilhas de fotos que já tenho impressas em casa e ficam empilhadas na prateleira do armário.
Bom, quero vir contar sobre cada um destes projetos que escolhi fazer ainda este ano, mas ainda tenho outros guardados. Se tiverem mais curiosidades sobre estes projetos, perguntem que eu conto melhor.

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Eu Aceito

Eu não quero ver a minha casa entulhada de produtos que não me servem para nada. Por isso, eu não quero comprar produtos para experimentar que eu talvez me arrependa.
Cada vez está mais difícil escolher produtos e vir escrever sobre eles. Tenho algumas experiências muitos boas e outras nem tanto, mas tem sido mais fácil comentar sobre as ruins. 
Mais produtos estão saindo de casa para nunca mais voltarem, mas eu continuo com vontade de experimentar as coisas.
Sobre lugares a frequentar, confesso que tenho uma lista enxuta de lugares. Apesar de aceitar as recomendações de mídias sociais, principalmente de indicações de amigos, poucos são os lugares que valem a pena e eu passo a frequentar. Felizmente os lugares abrem e fecham com uma rapidez assombrosa. Geralmente não tenho muita chance de voltar a algum lugar e já descubro que não existe mais.
O que eu vim contar é que eu aceito dicas, recomendações e produtos para experimentar. Quero escrever opinião sobre os produtos sem que eu tenha que ficar escolhendo e depois sinta culpa pelas escolhas. Mas não aceito qualquer produto. Quero produtos que estão no meu padrão de consumo.

Então vamos lá:
Livros: Literatura, Administração, Gestão, Minimalismo.
Livros Infantis Didáticos: Cartilha, Livros de História, Artes, Música, Religião, Lógica, Caligrafia.
Produtos de Higiene e Beleza: para bebês, crianças, gestantes, para tratamento de cabelos (encaracolados) e para pele seca.
Utensílios Domésticos: que facilitem a vida em preparos mais naturais.
Produtos Alimentícios: Naturais, orgânicos, funcionais, de rápido preparo.
Produtos Infantis: principalmente roupas e artigos de segurança, brinquedos.

Sempre consulte antes de enviar um produto. Posso fazer alguma exceção.
No caso de dicas e recomendações, não crio o compromisso de comprar tudo o que for sugerido, mas caso compre, seu nome será citado na minha avaliação.
Não pretendo fazer avaliação negativa, mas se for o caso, deixarei claro a minha opção de consumo quanto ao produto.
Utilize os meios de contato: comentários e e-mails e se for o caso, encaminhe o seu contato.
Não me comprometerei com prazo para a publicação, mas pretendo que saia sempre de forma rápida. Algumas avaliações dependem de tempo de uso e de oportunidades. 

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

A Preparação de uma Festa Infantil

Recentemente ouvi muitas críticas sobre a forma como os pais realizam as festas das crianças. Gosto de fazer festas elaboradas, mas não gosto da ideia de contratar um buffet infantil simplesmente.
A primeira coisa que eu faço, depois de escolher o tema é definir a data e o horário. Desta forma posso imaginar o que servir e como vou me preparar para esta festa. 
Num dos anos, contratamos vários serviços e o único esforço foi estar no salão para receber os profissionais que iriam fazer as coisas.
Mas mesmo a decoração, gosto de fazer tanto quanto possível. Assim como as lembrancinhas. E o que eu consigo economizar com isso posso encomendar uma roupa (que é mais uma fantasia) para a criança e ainda escolher um buffet mais do meu gosto.
Ano passado contratei alguns serviços que eu não gostei muito, então resolvi assumir também esta parte do trabalho. E me programei para ter tempo de fazer tudo. Por mais que eu saiba fazer, se eu não tiver tempo, não adianta.
Então o próximo passo é fazer listas. Reservado o salão começo a listar os convidados. A outra lista é o que eu vou servir (variedade). Depois preciso pensar na lembrancinha, para resolver o que eu vou precisar comprar. E por último saio para visitar as casas de artigos para festas para ver o que vou fazer para a decoração.
E eu saio às compras sempre com estas listas na mão: lista do que falta fazer e lista de compras. Para os serviços contratados anoto o nome e telefone e também o valor, o horário e endereço da entrega.
Para fazer o convite preferimos fazer uma boa foto em casa e montamos a imagem no computador, imprimimos como foto para os familiares e enviamos pelo celular para os demais. Convite eletrônico é muito prático. Como não fazemos a foto em estúdio, tentamos montar o ambiente, a iluminação e o figurino para ficar bem relacionado ao tema. 
Então uma das primeiras coisas que preciso pesquisar é a roupa, eventualmente o sapato, para a festa. Gosto de encomendar as fantasias infantis da Elo7. São muitas opções, para vários estilos, personagens e também preços. Como é um produto artesanal, não tem em pronta entrega, então precisa se preparar para esperar chegar. Pesquise e sempre converse com o vendedor antes de realizar a compra. Nem todo mundo tem boa vontade de vender, mas tive ótima experiência com a Feito de História
Já a decoração, vejo muitas fotos na internet antes de resolver o que fazer. Gosto de usar brinquedos da criança e completar com artigos de papelaria. Bexigas também são uma forma prática de você preencher o ambiente, colorir e ainda diverte as crianças. Nesta parte, cada projeto é meio único, embora use os mesmos elementos.
Alguns projetos eu já mostrei aqui, como as arvorezinhas. Em 2017 usamos umas árvores de madeira, e compramos a madeira crua para pintar. Também fizemos um castelo de cartas e desenhamos as carinhas das cartas. E desta vez usamos flores naturais nas mesas que os convidados levaram embora.
Mesmo com estas listas, eu gasto cerca de 2 meses com os preparativos. Muito coisa tem que fazer em cima da hora, na véspera, mas muitas outras eu consigo fazer com bastante antecedência. Então estas eu vou fazendo bem de pouquinho. Tenho algumas fotos da preparação desta festa. Se for interesse, mostro algumas delas aqui.
Temos por política não oferecer muitos doces ricos em açúcar (tipo bala, chiclete, pirulito e coisas do tipo). Então não uso nenhum daqueles kit na mesa. Acabo colocando os docinhos de festa mesmo (brigadeiro, beijinho...).
Apesar de eu gostar de fazer bolos, não posso fazer com frequência, então acabo optando por encomendar o bolo de uma profissional. É uma concessão que faço, uma vez por ano.
As bebidas também preferimos comprar a de nossa escolha para consumo, então privilegio água e suco ao invés de refrigerantes.
Como o cardápio é acertado com o buffet, seja o tipo que for, passamos a fazer um cardápio para deixar nas mesas e os convidados saberem o que pedir e os garçons poderem oferecer. Senti que isso melhorou muito o atendimento dos convidados.
Apesar do cardápio ser variado, procuro escolher itens para o paladar infantil e para o paladar de adultos considerando as restrições alimentares. Claro que eu faço o mais equilibrado possível, mas é difícil garantir que atendeu todo mundo.
E o último cuidado que eu recomendo no planejamento, não conte com a área externa. Se o tempo estiver bom, e provavelmente estará, ótimo. Mas veja opções de diversão com as crianças para serem realizadas do lado de dentro do salão caso resolva chover. Geralmente uso brinquedos da criança que eu já tenho em casa: mesa de atividades com papel e giz, cabaninha sobre tapete de e.v.a., corda, bola,  bambolê, pião... E um recreador pode auxiliar a condução daquelas brincadeiras de roda que fazíamos quando menores.

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Planejamentos

Hoje foi um dia de pegar toda a papelada, todas as listas e tentar colocar os planos em ordem.
Vendo todas as metas que me propus, continuo sendo mais audaciosa do que deveria.

Leituras 
Acho que as minhas leituras estão avançando bem e penso que foi uma grande conquista não aumentar a minha lista de espera. Ainda tenho muitos títulos listados e pouco consigo reduzir em um ano (cerca de 20 e tantos).
As listas de vou ler mas não tenho e tenho não lidos também consigo reduzir quase 10 por ano. Não tem jeito que não avança tanto.
E ano passado eu não li muita coisa porque estava tentando terminar os vídeos. Este ano, apesar de não ter os vídeos, estive tentando avançar nas organizações para preparar a casa para mudanças maiores. 
Priorizei e muito a finalização dos livros da Agatha Christie e de Sidney Sheldon. Mesmo que não termine em 2017, ficará pouca coisa para 2018. E só com o planejamento mês a mês se tornou possível. 
As outras duas listas de fiz também avançaram por conta do planejamento mês a mês. Poderia ter terminado, mas acabei preferindo ler outras coisas.
E a última observação digna de nota é que dezembro pode ser um mês interessante em que eu termine muitas leituras atrasadas.

Produtos
Eu tinha expectativa de terminar muitos produtos em 2017. Os produtos de higiene e beleza comecei o ano empolgada sentindo que ia rodar muita coisa. Mas depois acabei desanimando, precisei parar de usar os esmaltes...
Enfim, como praticamente não comprei nada, apenas repus o que era essencial, ganhei poucas coisas, sei que estou conseguindo diminuir, mas pouco. Até o fim do ano ainda tenho chance de terminar mais algumas coisas. E quero fazer um balanço dedicado. 
Já os itens de alimentação, até me esforcei no começo do ano para testar novas receitas, mas depois fui me sentindo indisposta e também fraquejei nestes esforço. Creio que ainda consigo terminar com algumas coisas, mas será pouco. Talvez menos que no ano passado.
Materiais de escritório estou certa que fiquei na média. Certamente tanto quanto no ano passado, mas fiquei feliz de conseguir terminar algumas coisas e organizar as minhas gavetas. Descartei alguns materiais que não tinham condições de uso. E também fizemos muitas atividades e pinturas dos livros de atividades de crianças.
E na minha organização dos armários do escritório achei vários papéis e materiais de artesanato que eu deveria estar utilizando e não utilizei. Então entrei numa de tentar aproveitar e usar tudo o que estiver ao alcance nos eventos que tiverem pela frente. E foi divertido.

Projetos
Uma das coisas que eu não vinha fazendo e voltei a fazer foram os meus projetos de artesanato. Não avancei muito em projetos de costura, mas me dediquei bastante na marcação das roupas e pequenos consertos. 
Também não contava em fazer muitos passeios, mas até que conseguimos fazer algumas coisas que não estavam listadas.
Eu tinha expectativa de terminar muitos itens do projeto relacionados aos produtos e às leituras, mas como já narrei acima, não avançou muito.
A reforma dos móveis do quarto me estimulou muito a pensar nas organizações e melhorias que posso fazer na minha casa. Ainda está faltando muita coisa.
E novamente uma última observação digna de nota, em números absolutos, terminei mais itens da lista nova, que está apenas em papel, do que da lista antiga que disponibilizei neste blog.

Conclusão:
Preciso me dedicar um pouco mais e ser mais pé no chão para fazer valer a pena estes planejamentos. Até o fim do ano o cenário deve melhorar, mas estou certa que não vou atender à maioria das minhas expectativas que tinha no começo do ano. Para pensar em novos desafios ainda preciso tirar da vista os velhos. E em breve começo a preparar os meus balanços de 2017.

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Quando Estamos Aprendendo a Comprar

Eu fiquei bastante impressionada meses atrás quando descobri uma sandália guardada que eu sequer lembrava de ter comprado. Tentando entender o que aconteceu, eu recebi um questionamento:
- Foi uma compra por impulso?
Eu não sei dizer, provavelmente sim. E eu não tenho feito isso. Não mesmo.
Ao longo deste ano, realizei poucas compras, quase nada para mim. Comprei algumas roupas, mas tenho evitado sair para ver. Mesmo artigos de papelaria e livros, estou conseguindo evitar. Objetos para a casa, cozinha... Estou precisando esvaziar e limpar.
Cheguei a ficar mais de um mês sem ir ao shopping. As poucas vezes que fomos foram para alimentação/entretenimento. Lembro de terem perguntado se eu estava querendo ver alguma coisa e eu ter dito que não.
E reforço o meu compromisso, no caso em questão, havia encontrado uma sandália. Em 2017 não comprei nenhum calçado, mas já dei um que estava novo e estou com outro em petição de miséria para o descarte. 

Então tenho reconhecido que estou aprendendo melhor a comprar. Uma das coisas foi fixar uma lista de desejados e tentar só comprar o que está na lista. E a outra foi deixar de passear no shopping ou nos sites de produtos só para ver se têm promoções. Ás vezes ainda caio em tentação, mas pensar no tanto de coisa espalhada em casa me faz mudar de ideia.

Ainda me incomodo com o tanto de coisa que temos em casa. Fizemos um plano para em alguns anos poder dispensar a ajuda de uma diarista. Mas para abrir mão deste serviço preciso de duas coisas: uma solução prática e barata para lavar e passar roupas e uma manutenção/limpeza da casa tão simples que não ocupe muito tempo.

Eu não gosto da ideia de usar uma lavanderia como forma principal para a lavagem de roupas. Prefiro um pouco mais reduzir a quantidade de roupas que precisa passar e lavar a maior parte delas em casa. Mas vamos ver se encontramos uma solução que funciona.

A simplificação da manutenção e limpeza da casa ainda é algo distante pela desorganização. Apesar de eu ter um ciclo de descarte e estar evitando que as coisas entrem na minha casa, sinto que ainda tenho coisas demais que não consigo descartar. Sinto a necessidade de descartar de uma forma consciente. Não me agrada entrega várias caixas para a caridade e jogar outras tantas no lixo. Sei que a maioria das pessoas não vai dar o mesmo valor que eu dou aos objetos e tenho a impressão que tenho que encontrar quem dê a importância devida. E o outro ponto é aceitar presentes. Muitas coisas que eu não compraria para mim, ao ganhar me sinto na obrigação de usar. Ainda que sejam coisas que eu não goste, eu as aceito para não ser ingrata. Muitas das coisa que eu não acho lugar são as coisas que eu ganho. São coisas novas, que não tenho como trocar e que eu sei que a pessoa pensou que combinaria comigo. O pior é que, na tentativa de agradar, eu ponho em uso alguns objetos e as pessoas passam a achar que eu gostei daquele tipo de presente. Mas que não tem nada a ver com a minha personalidade ou estilo de vida. Apesar do erro ser meu, não sei o que fazer. O melhor seria não aceitar presentes. Já faz alguns anos que evito comprar presentes na expectativa de não receber. Mas não é tão simples. Também preciso mudar a minha percepção do valor sentimental de objetos. As pessoas precisam entender que não estou deixando de gostar delas por não aceitar seus presentes.

Neste momento que estamos trabalhando na reforma de um dos cômodos, ainda acrescentei mais uma preocupação, quanto mais espaço eu tenho para guardar coisas, menos coisa tenho a vista. Mas não adianta simplesmente ter o espaço para guardar e usar este espaço para entulhar a casa. Eu tenho muitos cantos de bagunça, com coisas que não sei o que fazer ou como guardar. Quanto mais à vista estas coisas estiverem, menos espaço elas vão ocupar. Então estamos repensando estes espaços de armazenamento de coisas que eu não sei bem o que fazer.

Por fim, fazer algum tipo de inventário, estoque mínimo e só comprar para reposição é algo que ajuda.

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Terminados de Julho

Mês passado eu não terminei nada... E quase que em julho também não termino nada.

Diminuí muito o consumo dos produtos por conta das mudanças na rotina. O que eu consegui terminar, foi no final do mês, uns dias atrás. Terminei uma miniatura de condicionador que estava por aqui e só tinha um restinho. Agora estou usando a última que tenho.
Também terminei um dos potes da colônia que vinha usando, mas como quase sempre esquecia de usar, ficava sempre um restinho. Ainda tenho um pouco desta colônia no frasco do borrifador que deve durar um bom tempo.
Terminamos um sabonete em barra infantil e então partimos para um sabonete líquido de embalagem grande. Agora demora para acabar. Acabei nem tirando foto.

Ainda tenho muitos itens para retirar da minha bancada. Os produtos que estão diminuindo e devem acabar em breve são principalmente os cremes. A loção hidratante que eu vinha usando já está me enjoando com o cheiro. Felizmente voltei a usar algumas vezes e provavelmente consigo terminar no próximo mês.
Também venho usando um óleo para bebê, mas este uso muito pouco e sei que deve demorar muitos meses para acabar.
O creme para o rosto também baixou bastante, mas como uso pouco, mesmo que todo dia, ainda demora mais uns meses para terminar. Em julho usei também um protetor solar facial em amostra que tinha. Praticamente acabou. E a outra que levei eu dei para outra pessoa. Diminuiu um pouco o meu estoque de amostras.
O terceiro produto que está acabando é o corretivo. Espero terminar no próximo mês, agora que está avançando rápido. Este será só para esvaziar a bancada mesmo.
E também estou com a colônia em uso para terminar nos próximos meses. Como também tenho relegado ao esquecimento, dificilmente acabo em um mês.
O sabonete esfoliante deve terminar em mais um mês. O sabonete em barra ainda dura mais um pouco, mas ainda tenho outras miniaturas. Finalmente estou perto de terminar com todas as miniaturas, mas a verdade é que ainda tenho muitos produtos em casa. O último produto que espero retirar da minha bancada é um sabonete em barra que gostaria de abrir logo, mas ainda quero terminar as poucas miniaturas que faltam.
Apesar de usar o batom todos os dias, pouco diminuiu de volume durante este mês e um pouquinho do mês passado. Considerando o tempo que falta, não é impossível terminar até o fim do ano, mas é bem pouco provável.

Ainda tenho tentado resistir e não comprar novos produtos. Em geral estou indo bem. Alguém já ouviu falar do clube de assinantes Abril? Eu costumava receber, em alguns meses, amostrar de produtos que vinham na revista (que tenho assinatura). Nos últimos dois meses, recebi um pacote com o produto da amostra. São estes dois da foto (desculpe que ficou completamente desfocada). São amostras, relativamente pouco produto, mas em quantidade bem maior do que as que costumavam vir antes. Não sei se virão todo mês, mas conforme conseguir usar venho comentar sobre os produtos. Felizmente não comprei nada. Então devo ter um saldo negativo no meu inventário. Resolvi não fazer novo inventário no meio do ano, mas farei um novamente em dezembro. Estou certa que diminuí em muitos produtos, mas precisava ter diminuído ainda mais.

Sei que estou bastante atrasada, mas não percebi como o tempo passou tão rápido.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Housekeeping Parte 2

Neste segundo mês, por conta de fatos novos que surgiram, estou tentando dedicar um pouco mais de tempo ao housekeeping nas atividades da semana.
Na primeira semana foquei em descansar. Ainda tenho algumas tarefas longas em andamento que quero terminar. Tenho atualizado estas tarefas na páginas de Metas Mensais.
Também separei duas sacolas de roupas e objetos infantis para levar para outras pessoas.
Nesta segunda semana estive um pouco mais disposta em tentar concluir a marcação das roupas que estão separadas e separar as que estavam guardadas. Assim que terminar de marcar o que está separado, tudo estará identificado. Não tem sido tarefa fácil e nem está tão perto assim de acabar, mas certamente já passei da metade.
E o último esforço desta semana foi começar a colocar numa mesma caixa todos os objetos que devem partir e deixá-los próximos à saída. O destino eu já imagino qual seja e pretendo deixar pronto para quando precisar levar.
Precisei descartar um tênis infantil que já não estava em condições de uso. E juntamente separamos mais 3 calçados infantis para serem levados para outras crianças.
Eu fiquei 3 semanas paradas. Não tive disposição para fazer nada. É claro que sempre consigo separar uma coisa ou outra para doação, principalmente roupas. Mas não quer dizer muita coisa. A pilha de roupar para dobrar e guardar estava enorme. E a minha rotina de lavar/passar roupa esteve completamente quebrada. Também mal cheguei na cozinha para preparar alguma coisa e nem os produtos de consumo consegui avançar. Então a minha casa está novamente uma bagunça.
Não sei como estabelecer metas para estas atividades de housekeeping então estou apenas listando os meus esforços para não deixar esmorecer.
Aos poucos, nas últimas duas semanas, voltei a separar mais algumas roupas e já levei duas sacolas de casa. Também conseguimos separar alguns brinquedos para levar para a escola. E voltei para as identificações das roupas e agora estou diminuindo as sacolas com roupas novas.
E na última semana deste período novamente acelerei para terminar a pilha de roupa. Consegui reduzir a maior pela metade, mas ainda tenho mais coisas chegando. Estou muito longe de terminar mas estou conseguindo algum avanço.
Nos próximos meses terei o desafio de realocar tudo o que está em um dos guarda-roupas para poder reformar. Por isso era tão importante que o housekeeping estivesse funcionando. E comecei a achar um monte de coisa que poderia já ter sido usado. Separei alguns enfeites com doces para distribuir na volta às aulas. E continuo procurando achar destino para outras tantas coisas que temos em casa.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

O Começo de Mais Projetos

Apesar de toda a frustração que fiquei carregando ao longo das negativas, tive determinação para começar a olhar para os novos projetos. Quer dizer, 9 meses passam muito rápido, e algumas coisas já vinham sendo adiadas. Então preciso aproveitar pra fazer agora.
Uma decisão que vêm me apreendendo é manter ou não a diarista que faz a faxina. Não me sinto preparada para assumir todo o serviço da casa de novo apesar de estar perto disso em relação à roupa. Também preciso fazer o mesmo em relação à cozinha e os alimentos congelados. Eu coloquei para mim que posso ficar sem ajudante quando estiver com uma rotina simplificada, mas no ritmo que estou indo ainda vai demorar para me ver pronta.
Ainda nessa ideia estou correndo para terminar todas as tarefas dispendiosas que eu me coloquei para ter mais tempo para os projetos que realmente são importantes.
Estou me apegando às várias atividades que me prendem a atenção na vã tentativa de me sentir ocupada e não ver o tempo passar. Como podem perceber a ansiedade é tanta que só posso tentar deixar a mente e o corpo ocupados para tentar parar de pensar nisso. O sono já não está como antes e por isso tenho passado mais tempo lendo e assistindo séries. Apesar de não estar em condições de pensar em forma física também tenho aproveitado para sair e fazer algumas caminhadas para gastar energia e preparar o corpo.
Eu ainda tenho produtos em casa que vou ter que cortar no caso de uma gravidez. E quero acabar com eles antes do resultado positivo. Os meus projetos de acabar com o que tenho estão me ajudando e já diminuí muita coisa que espero não mais entrar em casa. Ainda tenho alguns produtos para terminar em casa e que precisava terminar e selecionar outros tipos de produtos mais adequados para o uso. Neste momento não tenho restrições, então estou usando os que eu terei que abandonar em breve.
Tenho algumas arrumações na sala e no quarto que eu deveria terminar para ter espaço para reformar alguns móveis. E então comecei a procurar imagens do que eu gostaria, dentre os móveis que eu preciso mexer para já ter um projeto de reforma. Por enquanto a cozinha vai ficar para trás. Não quero mexer nela por enquanto.
E também estou fazendo uma lista de itens para bebê que eu não tenho, ou não tenho mais e que gostaria de comprar para o novo bebê.
Muitas mulheres já começam a tomar ácido fólico neste período, mas eu confio na indicação da obstetra que não julgou necessário e por isso deixo para a primeira consulta do pré-natal.
Uma das coisas que preciso me antecipar e ocupei muito tempo fazendo foram as imagens de móveis que imagino para iniciar a reforma do quarto. Temos 3 quartos no apartamento, um deles convertido em escritório e quarto de hóspedes. Não penso em fazer dele quarto de criança. Num primeiro momento, mesmo que sejam de gêneros diferentes, quero colocar no mesmo quarto, que é grande. A proposta é fazer móveis planejados para todos os cômodos que não os tem. Estivemos guardando dinheiro para isso. E a instalação será feita sem que o imóvel seja desocupado. Então temos algumas ideias para o guarda roupas e para um beliche com cama auxiliar. Para completar o quarto quero um espaço para guardar brinquedos, por enquanto um berço e futuramente também uma mesa de estudos.
O guarda roupas é o meu maior tormento. Mesmo aumentando o espaço utilizado para guardar as roupas tenho ele quase que inteiramente tomado e entulhado. Já separei um espaço para guardar roupas que estão grandes e o que estou mantendo para um novo bebê (lençol de berço, cobertores, fraldas, fralda-toalha, pano de boca...). Tenho certeza de que não preciso de uma cômoda, mas gostaria de conhecer uma solução para que consiga usar apenas o espaço que eu tenho. E não me venha falar que é só comprar menos coisa, porque já diminuí muito a quantidade.
Como o pacote de reformas vai envolver os outros cômodos da casa também preciso terminar de marcar as roupas, levar as costuras e artesanatos para o escritório e diminuir os materiais que tenho na sala. Definimos que a estante deve limitar o espaço de objetos, ela não pode aumentar. Então para abrir espaço para mais coisa, terei que tirar coisas dela. Não tenho muitos enfeites que possa descartar, mas a papelada e os livros eu estou diminuindo. Não vai dar tempo de ler tudo o que eu tenho parado e conseguir trocar e doar os livros que não quero manter, mas estou trabalhando na organização da estante para já ir separando e levando embora na medida do possível. O mesmo vale para os vídeos e DVDs que tenho guardados na sala. Já regravei os que estavam com problemas mas ainda tenho mais coisa para separar. Finalmente comprei o case para guardar os discos que ocupa muito menos espaço. Agora preciso fazer os álbuns de fotos e organizar com os álbuns que já temos.
Quero fazer uma nova leitura dos livros que tenho sobre gravidez e bebês. Também quero comprar os que estão faltando. E desta vez concluir a leitura antes. 
E como nada na vida é linear, apesar de querer começar a fazer todos estes projetos, preciso terminar os projetos que estão em andamento. Se começar a ficar muita coisa, vou ter que abrir mão de algumas ideias para tocar os demais projetos. De certa forma eu sei que todos estes momentos dedicados ao filho mais novo que ainda não nasceu afetam a insegurança da mais velha. Eu quero que ela perceba o quanto que os pais se preocupam com ela e fazem as coisas para ela, mesmo tendo coisas para se preocupar do bebê. Ainda tem que ocorrer de forma lenta para que consiga participar de todos os planos e a escolha. Apesar de pedir muito o irmão, não temos garantia de que não haverá ciúmes. Dar importância à sua individualidade e ainda colocar a criança para participar das decisões da família auxiliam na aceitação do irmão.

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Ensaio sobre a Cegueira

Eu havia deixado um quadro de votação para a próxima resenha dentre as leituras que eu tinha listado. Mas eu comecei a repensar o que estava fazendo e não estava pensando em continuar usando o quadro de votação. Então peguei a minha lista de livros e organizei na forma de leituras por mês. Acabou que o livro que foi mais votado foi o que eu deixei por último. Como eu mantinha o propósito de comentar sobre o livro mais votado, agora que terminei não poderia deixar de vir contar.
Ainda estou devendo uma resenha do primeiro livro que coloquei em votação. Tenho bastante material escrito mas não está finalizado. A proposta é continuar disponibilizando o quadro de votação com o que já está na minha lista de leitura e mesmo lendo todos, só vou comentar sobre os que forem votados ou os que eu julgar necessário.
Confesso que eu tinha uma apreensão em relação a este livro. Achei que seria uma leitura difícil e por isso reservei dois meses para a leitura. Eu já li um livro do autor, mas esperava algo bem diferente. Felizmente foi uma leitura até que rápida, fiz em cerca de uma semana. E me arrependi de ter demorado tanto tempo para ler.
Ensaio sobre a Cegueira conta um episódio de um homem que simplesmente cegou enquanto aguardava o sinal abrir. Só que tem duas coisas estranhas nesta cegueira: a primeira é que é uma cegueira branca, ao invés de ver tudo escuro como se tivessem apagado a luz, o cego enxerga tudo branco, como se estivesse ofuscado pelo excesso de luz. E a segunda coisa estranha nesta cegueira é que é uma doença altamente contagiosa. Mas que por algum motivo algumas pessoas não se contaminam.
O primeiro cego, após ser examinado por um médico, volta para casa. Este médico, intrigado com esta nova doença, fica estudando e acaba também cego, sem descobrir nada sobre a doença. Ao contatar as autoridades, estas os colocam em quarentena, mas pelo risco de contágio, ninguém fica exatamente perto. O resultado é que a epidemia continua se expandindo de uma forma alarmante.
Será que as cidades estão preparadas para uma população de cegos? Claro que não, tudo foi adaptado para socializar o cego, mas não para permitir a co-existência de cegos sem qualquer auxílio. E este é o principal conflito de todo o enredo.
Os cegos confinados estão sujeitos a regras e novamente somos levados a repensar os sistemas de gestão (entenda-se como forma de governo). Em alguns momentos não teve como não lembrar de "A Revolução dos Bichos". Mas não tem nada em comum, apenas o tipo de reflexão.
Tentei me colocar no lugar de algum dos personagens, mas é impossível saber como reagiríamos. De uma forma geral, os personagens são bastante realistas, mesmo o ser bom/ser mau não é estereotipado.
De uma forma geral, recomendo fortemente a leitura. Não considero uma leitura difícil em termos de linguagem do autor, mas tive alguma dificuldade em avançar no começo.
Estou um pouco desanimada com a minha lista de leituras pendentes e estou com dificuldades em segui-la. Já liberei um novo quadro de votação que não me ajudou muito. E mesmo esta resenha demorou meses para eu finalizar.
Estou lendo bastante e estou tentando manter as leituras nas minhas listas de metas. Também estou analisando todas as listas pendentes para parar de me impor desafios e simplesmente terminar o máximo de metas pendentes. Então estou voltando para as metas de 2014. Aguardem mudanças para 2018.

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Balanço Mensal - Julho

Leituras de Julho


Aos poucos estou melhorando no cumprimento de minhas metas. Avancei em várias delas mas principalmente, consegui ler em maior quantidade. Quero tentar manter este ritmo até o fim do ano.

Andamento das Metas

1) Ler 120 livros faltam 45
2) Ler todos os livros comprados até 2012 faltam 19 + 40
3) Manter uma Lista de Espera < 250 livros está em 340
4) Terminar 5 séries (IAN, Mundo de Tinta, Cemitério dos Livros Esquecidos, O'Hurley, Asas) faltam 12
5) Tenho e não lido < 200 faltam 142
6) Terminar a pasta Anteriores e IX faltam 1 + 27 + 13 + 5 + 21
7) Vou ler e não tenho < 100 está em 174
8) Terminar todos do Sidney Sheldon faltam 8
9) Alcançar 1400 livros lidos faltam 50

Não tenho dúvidas de que estou fazendo progressos, mas parece que não vou chegar a lugar algum. Comecei a escrever as minhas metas para 2018. Considerando tudo o que está acontecendo na minha vida, pretendo fazer algo bem menos pretensioso. 

Lista de Agosto

Desta vez acrescentei a mesma quantidade de livros que pude riscar da lista anterior. Não foi um grande avanço, penso que estou conseguindo avançar num ritmo bom para poder voltar a diminuir a lista. Espero que a lista de Setembro não passe de 20.

1. Constituições Federais 3/8
2. Problemas Interessantes de Matemática e Lógica
3. Tecnologia Mecânica v. 03
4. Ensaios Mecânicos Metálicos
5. Cem Anos de Solidão
6. Gossip Girl - Carlyles
7.  A Noite das Bruxas 2%
8. Vittorio, o Vampiro
9. Amante Libertada
10. O Clube dos Anjos
11. Passageiro para Frankfurt
12. Nêmesis
13. A Mina de Ouro
14. A Ilha Perdida
15. A Grande Rainha
16. Os Elefantes não Esquecem
17. Portal do Destino
18. Os Primeiros Casos de Poirot
19. Noite e Dia 35%
20. A Hospedeira
21. A Senhora da Magia
22. Cai o Pano
23. Um Crime Adormecido
24. Os Últimos Casos de Miss Marple

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Balanço Mensal - Junho

Leituras de Junho


Esta semana vou tentar publicar tudo o que está atrasado. Também teremos muitos resumos semanais. Em junho mudei a estratégia de escolha das leituras e o total avançou bem. Me distanciei de algumas metas e avancei em outras. Ainda tenho muitos romances curtinhos para ler que quero avançar na leitura em 2017. 

Andamento das Metas

1) Ler 120 livros faltam 64
2) Ler todos os livros comprados até 2012 faltam 20 + 41
3) Manter uma Lista de Espera < 250 livros está em 344
4) Terminar 5 séries (IAN, Mundo de Tinta, Cemitério dos Livros Esquecidos, O'Hurley, Asas) faltam 12
5) Tenho e não lido < 200 faltam 142
6) Terminar a pasta Anteriores e IX faltam 1 + 29+ 13 + 5 + 21
7) Vou ler e não tenho < 100 está em 174
8) Terminar todos do Sidney Sheldon faltam 10
9) Alcançar 1400 livros lidos faltam 67

Consegui trocar mais livros, mas tenho terminado poucos livros meus. Além dos totais, consegui reduzir um pouco dos outros itens, principalmente a lista de espera.

Lista de Julho

Esta lista está bastante hipócrita. Não tirei as leituras que se arrastam de meses anteriores, mas na verdade, eu redistribuí ao longo dos meses e estou com uma lista mais realista. Mas como aqui vou deixar a versão hipócrita, a lista está enorme mas com a tendência de reduzir bastante a partir do próximo mês. Espero que seja o último pico.

1. Constituições Federais 3/8
2. Problemas Interessantes de Matemática e Lógica
3. Tecnologia Mecânica v. 03
4. Ensaios Mecânicos Metálicos
5. Pandora
6. Mistério no Caribe 64%
7. O Caso do Hotel Bertram
8. A Terceira Moça
9. Cem Anos de Solidão
10. Gossip Girl - Carlyles
11. Noite sem Fim
12. Um Pressentimento Funesto
13. A Noite das Bruxas
14. Vittorio, o Vampiro
15. Mil Dias na Toscana 9%
16. Amante Libertada
17. O Clube dos Anjos
18. Passageiro para Frankfurt
19. Nêmesis
20. A Mina de Ouro
21. A Ilha Perdida
22. A Grande Rainha
23. Os Elefantes não Esquecem
24. Portal do Destino
25. Os Primeiros Casos de Poirot

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Como Reduzir Estoques

Uma coisa que eu sempre falo em casa é que não temos estoque e não precisamos repor nada. É difícil, mas tem que acostumar a comprar quando precisa. Não precisa esperar acabar para comprar, mas alguns produtos eu só compro quando vou usar e não tenho em casa e outros que compro quando vejo que não vai durar até a próxima ida ao supermercado (ou afim).

Na cozinha eu fiz um estoque mínimo e de tempos em tempos eu reavalio. Ainda mantenho uma lista de coisas que quero terminar porque quase não uso e não vejo sentido de ter em casa. São aqueles produtos que eu comprei para um preparo específico e que sobrou. As minhas listas de compra do supermercado são relativamente pequenas, não tem acontecido de produtos estragarem em casa e a minha despensa, apesar de eu ter reduzido o espaço, não ficou lotada, mesmo na véspera da festa de aniversário. Agora quero reduzir outros utensílios.

Eu comentei sobre as sacolas e os enfeites, bem como outros itens de festa em outro momento. E curioso que percebi que no ano passado e neste ano, tive oportunidade de usar muitos itens que tinha guardado sem precisar comprar. Simplesmente lembrando de procurar os produtos que eu tinha antes de planejar o que comprar e resolver a decoração em função do que poderia ser aproveitado
As sacolas e embalagens de presentes também foram assim, cada vez com mais frequência tenho tirado do lugar e separado o que pode ser usado nos eventos a que vamos. Mas está muito longe de ser uma quantidade aceitável. Tenho certeza que ainda tenho muita coisa a mais.

Produtos de higiene e beleza eu sempre achei um monstro descontrolado. O limitante sempre foi o espaço que tinha. Consegui voltar a usar alguns produtos e principalmente parei de comprar. O pouco que eu compro tem sido bem controlado. Fui escolhendo o que eu gosto e descartando o que não me interessa. Disse não para algumas ofertas de produtos e principalmente resisti àquelas novidades imperdíveis e ofertas. Fui gradativamente diminuindo os espaços para estes produtos. Ainda tenho estoques. Fiquei um ano sem comprar sabonetes/shampoo/condicionador infantil. Agora faço como os itens de supermercado. Depois, listar e ir riscando conforme terminava também ajudou a diminuir. Minha intenção é não ter estoque destes produtos. Daqui a alguns anos, sei que conseguirei se não me desviar dos propósitos. Por enquanto, não posso esmorecer. Tenho que acreditar e insistir na diminuição.

Livros e DVDs são um grande problema na minha vida. Tenho mais de 400 livros, a maioria não lidos. Devo ter uns 50 que pretendo guardar para reler, mas a grande maioria não. Em 2016 comprei poucos livros e até agora só comprei um em 2017. O que tenho feito bastante é enviado livros para trocas. Por enquanto estou acumulando créditos, mas vou precisar escolher outros para pegar em troca. Outros livros que eu vejo que demora muito para trocar eu levo para alguém que eu conheço. Mas ainda tenho muitos livros a mais. A Elizabeth vem fazendo este esforço a mais tempo do que eu e creio que tem muitos livros técnicos que demoram para serem estudados, aproveitados antes de serem repassados a outros. Então tenho me inspirado nas ações que fez e deram certo. O que eu estou criando coragem para fazer é colocar à venda estes produtos que estão sobrando em casa.

Em alguns anos, espero não ter mais estoques. Preciso de pelo menos mais dois anos de trabalho para estas reduções, mas tenho certeza de que já melhorei bastante.

terça-feira, 18 de julho de 2017

E então, um novo recomeço

A atual situação está em recomeços... Pessoalmente, na minha vida familiar, estávamos programando aumentar a família. Desta vez, apesar da gravidez ser planejada e desejada, também foi bem programada. Passei no médico logo no começo do ano, avisei dos meus planos, pedi orientações e também me programei para fazer todos os exames que fossem necessários. Adiei os planos por duas vezes para garantir que todos os exames estavam feitos e tive o parecer favorável da obstetra. Então estava pronta para tentar. 
Apesar de todos os receios que tive sobre todo o processo de concepção, fiz as contas e trabalhei para ter resultado o mais cedo possível. Foi bem difícil, a partir de então, aguardar o tempo necessário para saber o resultado. Foram duas semanas de muita apreensão para o resultado do exame que ainda seria feito. Quando foi chegando o período da constatação, estava atenta aos sinais. Os pequenos sinais que antecedem o período crítico do ciclo não apareceram. Não foi uma única vez, passei por isso pelo menos 5 vezes. O primeiro exame que fiz deu negativo, o que estendeu a apreensão por mais uns dias. Dois dias depois tive a confirmação negativa. É claro que eu já estava me acostumando com a ideia. E então refiz as contas para continuar tentando no próximo ciclo.
A decepção do resultado foi maior do que eu imaginava. Por isso fiquei ainda uns dias chateada e insegura. Mas precisei tirar um pouco disso da minha cabeça e me concentrar nos meus objetivos.
Apesar do resultado negativo, finalmente me senti motivada a tomar as atitudes realmente necessárias em relação à alimentação e as organizações e reformas que eu preciso fazer. E uma das coisas que pretendo fazer corretamente desta vez é estudar e me preparar para receber uma nova criança.
Desta vez, parecia que o início do ciclo se aproximava. Então percebi que a vontade de urinar era mais intensa como havia sido no final da gravidez anterior. Levantei algumas vezes de madrugada como não costumava fazer. Também senti menos sono e muita disposição, como não costumava acontecer antes. Jamais saberei se isso é mero reflexo da vontade de estar grávida. Apesar de não ter certeza, estou tentando evitar carregar peso desnecessário e fazendo os movimentos de forma mais contida. Sei que os três primeiros meses exigem maiores cuidados e menos excessos. A maior apreensão tem sido a alimentação. Tenho muito medo dos enjoos e vertigens que senti da outra vez. Estou tentando comer de forma balanceada, a cada 3 horas e evitar os alimentos que não são recomendados. É difícil ficar sem tomar o cafezinho. Por enquanto estou bem e espero não ter. Estou ansiosa para fazer o exame e poder começar o pré-natal. Sei que terei que me cuidar e desta vez deve ser mais fácil. Aquelas tarefas da casa mais pesadas e que requerem levantar peso têm que estar concluídas esta semana. E só vão precisar ser repetidas daqui a alguns meses. A parte boa é que isso ocupa o meu corpo.
Para controle da ansiedade foi muito importante algumas conversas que eu tive com uma boa amiga de longa data. Estava precisando de uma preparação emocional para tudo o que eu preciso passar e que esta decisão implica. Estou muito longe de estar bem resolvida na minha vida, mas preciso de um pouco de serenidade para controlar esta ansiedade insana. Uma das coisas mais difíceis para conter a ansiedade foi por não poder falar sobre o assunto. Aos poucos estou acostumando com a ideia, incorporando os novos hábitos e tentando não pensar tanto nisso..
Tenho aproveitado para dar todo o carinho que a minha filha merece. Inclusive muito colo apesar de não ser recomendado pegar peso. Mas sei que se tudo for como imagino, logo não poderei mais fazer isso. E ela vai sentir. Aqueles pequenos agrados que uma mãe sempre pode fazer estão cada vez mais constantes.
Também carrego a apreensão sobre o gênero da criança. A irmã mais velha quer ter um irmão. Claro que ficarei muito feliz em satisfazer a vontade dela, mas também ficarei feliz de ter outra menina que será mais companheira e aprendiz da mais velha. 
Poderia ter adiantado muitas coisas, mas quero tomar ações apenas quando a gravidez se confirmar. 
Só sei que eu já amo a ideia de ter um bebê aqui comigo. Não vejo a hora de poder passar por tudo isso de novo. Quero aprender e conhecer este novo serzinho.

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Terminados em Junho

Junho foi um mês muito esquisito. Eu fiquei sem usar algumas coisas, depois voltei. A maioria dos produtos que vinha usando estavam novos e em embalagens grandes. Então não terminei nada. Curioso, né? Sim, não terminei nada. Deveria ser algo como os Não Terminados do Mês.

Entre o que está em andamento, estou então usando todos os 5 produtos que listei para terminar em 2017. Destes, o esfoliante já está na metade. Agora estou priorizando acabar com o esfoliante para depois terminar as últimas miniaturas e finalmente voltar para os meus sabonetes que estão guardados. Ainda devo usar por mais uns dois meses antes de terminar.
O creme facial está bem usado. Geralmente ao passar a espátula, toco o fundo do pote. Sei que ainda falta bastante para terminar, mas devo conseguir terminar em mais uns 4 meses.
Se eu não tivesse ficado sem usar a colônia na maior parte do mês já teria terminado um dos potes. Falta bem pouco em um deles que pretendo terminar nas próximas semanas. Depois tem mais um pouco no borrifador que dura mais um mês.
E a último item que eu pretendo terminar em 2017 e venho usando é o batom. Realmente estava cansada de usar o gloss e estou focando no batom. Tenho conseguido usar praticamente todo dia. Pelo tanto que tem é difícil dizer que eu consigo terminar até o final do ano. É uma possibilidade, mas acredito que possa sobrar um pouco para o começo do ano que vem.
A base eu devo ter usado uma vez. Como estou focando no corretivo e este está acabando, devo passar para a base em breve.
Dos outros produtos que venho usando, o hidratante diminuiu um pouco, mas também usei pouco. 
O corretivo devo terminar em mais um ou dois meses. E olha que parecia infinito. 
A miniatura de sabonete em barra não é tão miniatura assim, então deve demorar bastante. Ainda tenho mais duas miniaturas não tão pequenas, que deixei por último, e que só vou conseguir ver avanço depois que o esfoliante acabar.
Meus cremes para os cabelos não estão avançado muito. Também tenho usado pouco. O spray até que usei umas 3 vezes. Não faltam muitos usos, mas preciso mesmo oportunidade de usar. 
Não tenho feito as unhas e nem pretendo fazer nos próximos meses, então o esmalte ficou parado. Vou ter que repensar isso dos esmaltes para poder consumi-los.
Por conta de acabar não usando muita coisa, nem a miniatura de condicionador consegui terminar. Pelo menos duas vezes lavei o cabelo e esqueci de passar condicionador. Além desta que estou usando tenho mais uma guardada e depois termino as miniaturas. 
Ainda tenho alguns envelopes mas acabei nem separando nada para usar. 
Até usei o lápis de olho uma vez ou duas, mas não apontei nestes dias. Demais itens de maquiagem, mal abri a bolsa para ver opções.
Por fim, apesar de continuar usando o gloss em boa parte do mês, senti pouco avanço e acabei deixando de lado. Tenho tido a impressão que estou avançando melhor com o batom então espero terminar ele primeiro, de preferência ainda este ano. 

E a melhor parte disso tudo é que também não comprei nada. Ao menos para mim. Precisei comprar um sabonete líquido para as mãos e um sabonete líquido infantil para o banho. Mas acabamos comprando por engano também uma embalagem de shampoo infantil. Como eu já havia consumido muitos este ano, não fiquei tão chateada, mas estou precisando controlar para fazer caber tudo no gabinete do banheiro. Estou precisando atualizar o meu inventário e ver o quanto consegui terminar, mas principalmente o quanto acrescentei. Espero controlar meus estoques em breve.

terça-feira, 4 de julho de 2017

O que Acabou até o Inverno

Desta vez, o término do projeto não coincide com o fim do mês então faz muito mais sentido escrever exclusivamente sobre os itens que consegui terminar. Alguns itens estavam claramente fáceis, mas outros requeriam bem mais esforço. Então começo pelos mais fáceis.

Ainda no começo de abril consegui terminar o desodorante. Foi um produto que eu queria ver fora da minha vida rapidamente. Minha história com ele resumidamente foi um presente que eu deixei de lado, não queria usar, e resolvi que preferia usar do que jogar fora sem uso. Não gostei por ser spray, não gostei porque o cheiro é muito forte e não combina comigo, não gostei porque não tinha como trocar. Depois que peguei para usar, já havia durado longos meses e por mais que eu estivesse acostumada queria me ver livre daquele cheiro. Tanto não é bobagem que enquanto usei este desodorante só consegui usar a colônia com o cheiro mais suave. Estava ansiosa para usar outras colônia e até mesmo perfume. Depois que terminou passei a usar o outro desodorante em creme que eu já havia comprado e que deve durar uns 6 meses.

O outro produto fácil que eu terminei foi o creme para pentear. Também terminei em abril, mas no fim do mês. Como estou usando o cabelo curto já fazem 4 anos, e por ser muito seco eu só lavo de uma a duas vezes na semana, quase não uso o creme para pentear. O outro produto eu uso todo dia para por ordem na cabeleira pela manhã, mas este que é pra depois da lavagem, foi ficando. Eu peguei com a embalagem usada e já faz mais de um ano que estava usando. Cheguei a comprar outro, mas preferi usar este que estava mais antigo. Desde dezembro o pote está de cabeça para baixo e diminui lentamente o volume. Faltavam poucos usos e finalmente terminei. Não tenho nada contra, talvez o fato de ter durado tanto. Este item também estava fácil. Agora só tenho o produto que está em uso. Claro que quero experimentar outros tantos produtos, mas me coloquei como meta não comprar até que este esteja acabando mesmo.

O terceiro produto que quase terminei deveria ter sido o mais fácil. O esmalte que eu separei para usar desde o ano passado. Quando achei alguns esmaltes misturados com outros produtos e resolvi guardar todos juntos na lata, descobri que não cabiam todos. Separei o que estava mais gasto para usar e deixei por cima para não esquecer de usar e não acabar usando outro. Até consegui fazer a unha umas duas vezes no mês em alguns meses, mas como regra não estou conseguindo fazer apesar do esforço. Na verdade são 5 que estão muito grossos e eu preciso usar ou descartar. Este primeiro estava separado faz meses e eu sempre pensava que em mais um mês acabava. Quando escolhi para colocar no projeto tinha poucos usos. Usei uma vez em março, uma em abril e mais uma em maio. Mas nem parecia que havia sido usado. Enfim, com o fim do prazo do projeto, terminado ou não, eu pretendia descartar. Então me esforcei para usar mais umas duas vezes e acabei não usando. Poderia ter acabado em março mesmo se eu não tivesse usado outras cores. A minha crítica é que não dura muito, mas pode ser em decorrência de já estar velho. Não pretendo voltar a comprar porque ainda tenho muitos guardados. Esperava terminar mais dois até o fim de 2017. Tentar usar eles por mais tempo é arriscado.

O quarto produto que convém gastar algumas palavras é o spray de cabelo. Eu não tenho hábito de usar spray, mas como tenho alguns em casa, gostaria de terminar pelo menos este que a embalagem é pequena e que é mais antigo. Como já estava usado, também poderia ter terminado em março mesmo. Mas de março até agora eu já usei quatro vezes e não acabou. Tem realmente pouco produto no frasco e pode acabar no próximo uso. Apesar de o projeto não ter sido suficiente para me motivar a terminar, creio que ele termina até o fim do ano. Ainda tenho mais dois para usar. Eu não entendi muito bem a proposta deste tipo de produto e por isso não consegui inserir na minha rotina o uso do spray. A minha intenção é não voltar a comprar. Acho que ajuda na aparência do cabelo quando arruma, mas prefiro ter a opção do produto que além do brilho, fixa o penteado, então devo manter apenas um spray fixador. Por enquanto ainda tenho mais um produto do tipo em casa e devo tentar usar até acabar antes de descartar a embalagem. 

O quinto produto era realmente bastante desafiante. Já aceitei que um produto para os lábios, independente de qual seja e de quanto tenha, vai durar muitos meses, quase um ano. E eu comecei o ano usando um produto que não conseguiria terminar, listei outro em 5 para terminar e ainda assim queria terminar com mais este gloss. Por conta do projeto, praticamente parei o uso dos outros dois produtos, mas também não consegui usar mais de uma vez por dia na maioria dos dias. O frasco tinha aproximadamente a metade. No fim de março fiquei bastante desanimada porque não consegui perceber qualquer alteração. Mas no fim, houve redução do volume apesar de discreta. Em abril já conseguia ver melhor a diferença. Em maio reduziu um pouco mais apesar de eu achar que foi bem pouco. E então o período do projeto terminou antes do gloss. Apesar de não ter terminado, o volume reduziu na metade do que tinha. Vou parar de usar para priorizar o término do batom que coloquei em 5 para terminar, mas se eu terminar antes de dezembro, volto para este gloss e o outro produto hidratante que ainda uso ocasionalmente. Eu cheguei a pensar que conseguiria acabar com este gloss mas estou feliz que tenha sobrado pouco. Capaz que em 2018 eu esteja com 4 restinhos de produtos para terminar.

O produto extra e desafiante escolhido para este projeto de outono eu nem precisava chamar de extra. Depois de vir usando o produto por muitos meses, sabia que eu poderia alcançar o fundo a qualquer momento. A maneira de aplicar que geralmente joga o produto das laterais para o fundo que não permitia. Mas percebi que finalmente estava avançando bem a ponto de poder pensar em acabar com o produto. Talvez quando este corretivo acabar eu consiga usar base com mais frequência. E em março terminei de limpar as laterais. Em abril votei a trabalhar no fundo sem saber exatamente quanto faltava para chegar ao fundo e bem no fim do mês consegui atingir a meta e voltei a trabalhar nas laterais. A camada que permanece nas laterais está fina porque continuei usando. Apesar de não ter a meta de terminar, por ter atingido estou mais motivada a usar este produto. Não vai dar tempo de terminar nos próximos 3 meses, então vou deixar para o meu projeto de verão. 

Por ter escolhido melhor os produtos para usar neste período de 3 meses e já ter produtos terminando fui muito melhor neste projeto. Não estou tão certa que consigo terminar alguns produtos nos próximos 3 meses a ponto de listar, mas de certa forma continuo com este tipo de projeto. Para a primavera já estou com uma lista de produtos para terminar até o verão que acredito ter sucesso.

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Coleções: Lápis

Eu não comecei a acumular lápis na intenção de montar uma coleção. Eu só admito uma coleção que foi intencional, as demais foram desequilíbrios. Mas lápis é um artigo barato que é fácil de adquirir como lembrança de lugares que visitamos e ainda por cima é um objeto útil que cada vez que usamos reavivamos as lembranças daquele lugar que visitamos, daquela pessoa que nos deu, etc.
Bom, o caso é que a vida digital requer cada vez menos o uso de lápis. E ainda por cima, a praticidade de uma lapiseira relega o lápis para segundo plano. 
Mas lápis é algo que eu gosto de usar. Tenho um apontador de lápis de bancada, mecânico, mas acabo pouco usando e optando pelo pequeno portátil. Então veja que tem todo um contexto destes lápis na minha vida e que não deve sair daqui tão logo. Ainda que se torne apenas um artigo sentimental, este deve continuar fazendo parte da minha vida.
Como é uma coleção, mesmo que eu use, ainda teria muito mais do que eu preciso. Então, para as pessoas que também gostam de lápis, vim mostrar um pouco da minha coleção.

O lápis que está em uso é um da linha grip da Faber Castell. Ele já está velhinho e perdeu o grip. A cor de fundo é cinza claro e o formato é aquele triangular. Foi o primeiro modelo que saiu. Lembro que eu ganhei na época que era novidade, uns dois ou três junto com uma borracha macia que eu acho muito boa e uma caneta que já acabou. A ideia era este lápis substituir o famoso preto nº 2 que estava em todas as listas de material da escola. Como fui usando este kit logo, os outros itens já acabaram mas sobrou este lápis. Ele já está pequeno, mas creio que vou continuar usando por mais uns anos. Provavelmente muitos lembram dele quando eu fiz o "Material da Vez" e depois atualizei o mesmo. Pois é, tem mais de dois anos que está sendo usado e ainda não acabou.

Como eu tenho muitos lápis, desde que o que está atualmente em uso diminuiu até a metade do comprimento normal, estou carregando o próximo no estojo. Ainda demora pra eu usar e acaba ficando como um reserva caso eu perca ou esqueça o outro que está em uso. E escolhi um lápis também bem antigo que ganhei na revistinha da Mônica, ainda da época que eram editados pela Editora Globo. Este é um lápis grande, estava novo quando peguei para usar e fui eu quem fez a primeira ponta, estava reto nas duas extremidades. Esse lápis é cilíndrico e o grafite é bem escuro. Junto com ele também veio uma borracha que eu também já mostrei por aqui na escolha da próxima borracha da vez. Já escolhi qual vai ser mas primeiro preciso terminar as duas que estão em uso, cada vez menores. Creio que este lápis também dura muito tempo até que eu tenha que substituir. Como tirei as fotos com a mesma caneta ao lado dá pra perceber a diferença do tamanho entre um lápis novo e um mais usado.

Eu queria contar sobre um lápis que eu tenho que nem gosto muito de usar. É um lápis flexível. Ele ficou bastante popular muito tempo atrás porque não quebra a mina quando cai e acaba sendo divertido para escrever num lápis curvo. Que eu me lembre, eu comprei numa loja que vendia coisinhas de papelaria e papel de carta com o dinheiro da minha mesada. Não tenho certeza. Mas eu não gosto da forma meio borrada que fica quando escreve. Também é bem claro e precisa escrever com força para ficar visível. Não é um lápis que eu pretendo colocar em uso contínuo. Aliás, não estava nem conseguindo achá-lo e pensei que já não estivesse na minha coleção, mas usei algumas vezes e deixei por cima no porta lápis. Também tenho outro desse guardado que eu ganhei anos depois. Agora que está menor é mais difícil deixar ele torcido, mas dá pra ver na foto que está meio tortinho. Ele também tinha uma borracha atrás, mas esta eu usei um pouco mais e ela acabou. Cheguei a apontar a parte de trás mas desisti de usar duas pontas. Eu não sei o que fazer com ele, não tenho coragem de jogar fora, certamente não vou usar mas também não saberia para quem dar. Por enquanto fica por cima.
Pra não ficar muito cansativo vou dividir os lápis em grupos ou lápis avulsos ou promocionais e depois venho mostra. Os grupos são coleções de lápis, geralmente de personagens, que eu tenho 3 ou 4 de cada personagem. Avulsos são os básicos que eu tenho e que serão bem sem graça, por isso pretendo mostrar de uma vez. E promocionais sãos os que eu ganhei em datas comemorativas ou comprei em lojinhas dos lugares que fui visitar.
Mais alguém gosta de coleção? Que tipo de coleção mais interessa?
Ainda tenho mais algumas para mostrar.

E pra concluir o assunto: Coleção e minimalismo combina? Claro que não. Mas escrever sobre estas coleções foi a forma que encontrei de finalizar a coleção, colocar em uso e descartar os produtos que não estão em boas condições. O primeiro passo, claro, foi parar de comprar. Mas mesmo colocando em uso tenho lápis para mais de uma vida. Por isso estou fazendo este registro e depois vou me desfazer deles aos poucos.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Terminados em Maio

Com o tanto de produtos que terminei em abril era de se esperar que não tivesse mais nada para terminar em maio. E maio foi mesmo um mês mais lento.

Terminei mais uma miniatura de condicionador e agora só tenho mais duas, sendo uma em uso. Em breve acabo com estas miniaturas. O shampoo que estou usando é grande e devo demorar muitos meses para terminar.
Ainda tenho alguns sabonetes líquidos e consegui terminar a última miniatura. Agora estou usando o outro esfoliante junto com uma miniatura em barra. E também terminei uma miniatura de sabonete em barra. Ainda tenho mais 3 antes de passar para um de tamanho tradicional. Apesar que estes 3 não são tão miniaturas. Não vejo a hora de acabar com essas miniaturas. E agora falta tão pouco!
Ainda tinha a expectativa de usar dois envelopes de amostras, mas acabei deixando passar.
Terminei o sabonete íntimo para o qual já havia comprado o substituto. Desta vez, entre comprar e colocar em uso foram menos de duas semanas.
Não coloquei na foto, mas precisei descartar uma touca de banho. Já tinha uma substituta e por isso não precisei comprar. Também substituí uma esponja de banho e pretendo comprar outra em breve.
Também terminamos um sabonete infantil e um condicionador. Estes também não tirei foto porque foram parar no lixo mais rápido do que consegui chegar perto.
Com o controle de metas mensais foi mais fácil lembrar de usar os produtos listados e até consegui usar o esmalte mais vezes.

Aproveitei que em maio tivemos novamente muitas festas e usei o spray de cabelo. Não sei dizer se consigo acabar dentro do projeto apesar de faltar pouco. Desta vez não irá coincidir as datas então devo contar do fim do projeto separado dos terminados no mês. Até lá tenho mais alguns dias e pode ser que eu consiga acabar com este produto.
O esmalte que estava separado e também queria terminar até o inverno eu usei uma vez. Achei que iria acabar mas acho que ainda tem mais uns dois usos. O pior é que dura uns dois dias só e já começa a descascar.
O gloss que é o último produto do projeto está no fim, mas dificilmente termina a tempo para o projeto. Não sei o que aconteceu, mas mesmo usando como no mês passado ou até mais, parece que diminuiu bem menos. Até o dia 20 ainda vou usar este gloss, mas a partir de então passo a usar também o batom que quero terminar até o fim do ano. Em algum momento este gloss pode aparecer nos terminados do mês.
Dos produtos que quero terminar até o fim de 2017 também consegui avançar no perfume que espero terminar no próximo mês. Ainda não sei se consigo mas finalmente está acabando.
Outro produto que tem avançado é o creme para o rosto. Desceu um mísero dentinho nas letras, mas diminuiu. Pelo formato, quanto mais no fim, mais vai aparecer o progresso, então ainda tenho muito pela frente. Quando uso a paleta para aplicar geralmente toco o fundo, mas sei que ainda demora um pouco. Ao menos parece que vai acabar antes do fim do ano.
Junto com o creme tenho usado o corretivo que agora aparece bem o fundo do pote. Estou novamente baixando nas laterais e as camadas estão bem finas. Talvez termine antes do fim de 2017.
Ainda dos produtos que pretendo terminar em 2017, o sabonete esfoliante finalmente começou a baixar com o uso mais frequente. Creio que em mais uns dois ou três meses ele termina e também termino as miniaturas.
O creme hidratante que venho usando também avançou um pouco e pode ser que termine no próximo mês.
Demais produtos que venho usando é praticamente imperceptível. 

Não havia expectativa para mais compras de itens embora eu já esteja com produtos acabando para os quais não tenho reposição. Então pela primeira vez não tenho nada para mostrar. Mas é nada mesmo! Até cheguei a colocar alguns produtos no carrinho mas não finalizei a compra. Em algum momento próximo, voltarei para comprar aqueles produtos.

domingo, 25 de junho de 2017

Item 105: Por em dia os capítulos da Novela

Quando eu fiz a lista, a novela ainda estava no ar e eu não sabia quantos capítulos teria. Eu assistia os capítulos pelo Youtube que ficavam disponíveis algumas horas depois de ter ido no ar na televisão aberta. Então, pela primeira vez, eu estava assistindo uma novela desde o primeiro capítulo. E eu tinha a esperança de conseguir alcançar até chegar no capítulo atual. Eu não lembro qual foi a menor distância que estive entre o último capítulo que assisti e o último capítulo disponível, mas eu lembro que dava para alcançar em algumas semanas. Mas era um fim de semana que eu não assistia e começava a me distanciar. Era um compromisso que aparecia, ou uma viagem, e eu me afastava mais um pouco. Eu sei que daí eu fui fazer a pós graduação e parei de assistir. Depois que a novela parou de ser transmitida, os capítulos ainda estavam disponíveis, mas eu estava mais de 200 capítulos para trás. Quando fui ver, a novela terminou com 545 capítulos e eu tinha assistido só até o 200 e alguma coisa.
Coloquei este item na geladeira e tentei me dedicar a alguns outros itens. Até que um dia, navegando no youtube, percebi que os capítulos não estavam mais disponíveis. Apenas no Netflix. Resolvi deixar por isso mesmo.
Como o mundo dá voltas e algumas coisas que você achava que estavam esquecidas voltam à tona, estava eu procurando um filme para assistir e não consegui achar para comprar o DVD nem para alugar na locadora. Tentei a locação no payperview e fiquei algumas semanas tentando achar no guia de programação. E o filme estava no Netflix.
Apesar de eu ter colocado para mim que iria assinar o Netflix algum dia, esta escolha não me parecia a melhor neste momento. Optei pelo menor pacote. Depois de assistir o tão aguardado filme, fui navegar para encontrar outras opções. E encontrei algumas, inclusive essa novela. 
Como também vi que estava para sair do catálogo, anotei o tempo que faltava e os capítulos que faltavam e comecei a minha maratona da novela. Eram necessários mais de 2 capítulos por dia para conseguir assistir tudo antes de sair do catálogo. Gastei praticamente todo o meu tempo livre que poderia estar fazendo alguma coisa, assistindo os capítulos faltantes. Foram mais de 4 meses intensos com aqueles personagens, e por incrível que pareça, eu não me cansei.
Então finalmente terminei de assistir o último capítulo em 17 de junho e me despedi do Netflix. Claro que eu tenho uma fila de filmes e séries que quero assistir, inclusive para atender alguns itens desta lista, mas por enquanto vou me dar uns dias de descanso e depois volto. Também quero terminar de ler um tanto de livros e tenho mais um tanto de tarefas a fazer no meu tempo livre que ficou intensamente ocupado com esta novela.

Como eu não sabia quantos capítulos teria e cheguei a ficar perto de alcançar, não parecia ser um item tão desgastante, mas a vida muda e acabou ocupando muito mais tempo que eu imaginava. Sim, eu terminei, assisti todos os capítulos e concluí este item da lista. E agora, que venham as outras tarefas mais fáceis.
O novo item da lista semelhante que eu pretendo incluir é:

120. Assinar o netflix e assistir um filme por mês.

E eu também escolhi uma nova série na minha lista de séries não terminadas para ser a próxima. Quero assistir Full House.