terça-feira, 25 de abril de 2017

A Limpa do Quarto de Crianças

Eu venho arrastando ao longo dos últimos anos uma grande limpa deste quarto. São duas coisas que sempre crescem: as roupas e os brinquedos. As roupas já estiveram num estado calamitoso. Hoje penso que é mais uma bagunça controlada. Preciso tomar cuidado para não exagerar e preciso de método para conter. E os brinquedos, sempre consegui dar um jeito, mas a verdade é que não estava bom.
Estou tentando todo ano separar brinquedos para doação antes do Natal. Este ano, como não exageramos muito, não havia muita coisa para separar. Os dois projetos de organização que realizei ajudaram bastante e até tenho espaço para guardar algumas coisas. Ainda assim, precisava de uma limpa. Um dos motivos eram os brinquedos que estavam guardados incompletos e as bonecas que estavam desaparecidas. Quis o destino que eu encontrasse as bonecas sem querer, quer dizer, sem o objetivo de procurar durante a arrumação. 
O que ainda estava fazendo muita falta é o projeto de organização para as bonecas. As bonecas estavam espalhadas por sobre a cama. Eu já adiantei este projeto, mas ainda não tenho material pronto. Assim que tiver, venho contar o resultado deste projeto.
Separei dois brinquedos de montar e encaixar e mais um balão do tipo joão bobo para guardar. Assim como nos livros, prefiro guardar brinquedos que não façam distinção de gênero. Estes coloquei no maleiro do guarda roupa. 
Também separei como brinquedos para doação uma boneca que fala, uma bola e uma peteca. Ainda não sei para onde vou enviar, mas preciso passar pra frente.
E separei também alguns outros brinquedos para deixar na casa da minha sogra. Estes foram os motivos de discórdia. Nada aceitava que ficasse na casa da vovó. Não foi fácil argumentar e tive que aceitar os brinquedos que voltaram. A minha expectativa era que nada voltasse, mas estou feliz que nem tudo voltou. A maioria ficou.
Apesar disso, penso que esta arrumação dos brinquedos ainda não é suficiente. Gostaria de ter menos espaço ocupado pelos brinquedos. E apesar de tentar várias soluções, ainda não encontrei algo que me agradasse.
Ainda tenho brinquedos que poderia me desfazer, que já não brinca tanto e que já passou da idade, mas esta pequena redução me agradou. Mesmo com os presentes de natal, ainda têm espaço para guardar os brinquedos sem ficar tudo entulhado.
Consegui reorganizar os brinquedos e agora estamos com tudo à vista. Também separei o triciclo que agora foi substituído por um patinete. E as poucos, ainda que tenha brinquedos demais, estou conseguindo conter. Daqui a alguns meses quero fazer outra limpeza e redução.
A outra batalha incessante é com as roupas. Já me desesperei sem saber o que fazer, já fiquei com dor nas costas de passar todo o dia separando e organizando, dobrando, experimentando, costurando e guardando, trocando de lugar, conferindo pilhas e pilhas. Mas a configuração interna do guarda roupas não contribui. Ainda tenho algumas alterações que quero fazer para aproveitar melhor os espaços. E também quero deixar mais algumas coisas no alto já que têm pouco uso. Vou setorizar melhor para concentrar tudo nas duas portas do canto e talvez fique mais satisfeita com a arrumação. Isso, enquanto eu não posso reformar o guarda roupa para uma configuração que me agrade.
Já não tenho mais pilhas de roupas sobre as camas em nenhum dos quartos e, embora esteja longe de terminar, estou identificando as roupas antes de guardar. Ainda que sejam poucas por vez, como também estou tirando do armário as que já não vestem tão bem, penso que em breve conseguirei terminar.
Também já não tenho muitas sacolas pela casa com roupas que estão chegando ou partindo. É um esforço constante que não termino nunca. Consegui esvaziar as sacolas mais antigas para na semana seguinte receber mais duas. Para dar por encerrada esta arrumação, falta apenas a reforma. Como ainda não tenho a solução, fico com o que tenho.
A verdade é que estou muito longe de terminar. Consegui conter os dois maiores focos de bagunça, mas ainda preciso da reforma para fazer caber. Gostaria de conseguir tirar mais coisas do quarto, mas optei por tirar aos poucos. O grande cuidado agora será cuidar da entrada e garantir que não entre mais coisa do que somos capazes de manter. 

terça-feira, 18 de abril de 2017

DL - Resumo da Décima Quinta Semana

Novamente não me ative muito às minhas leituras e voltei a ler de forma mais aleatória. Foram 2% de Value-Focused Thinking, 2% de Getúlio, 300 páginas de Amante Meu, 100 páginas de A Aventura do Pudim de Natal e até agora, apesar do feriado, não terminei nada. 
Voltei a pegar para ler Pandora e em breve quero retomar as Crônicas Vampirescas. Além de tentar terminar mais um da Agatha Christie, na próxima semana também quero terminar Amante Meu e Value-Focused Thunking. Apesar do avanço lento, minha expectativa não é absurda. Essa semana, apesar de muitos afazeres também tem um feriado, o que vai me ajudar.

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Mini Bolo da Linha Infantil

Eu não gosto de fazer propaganda gratuita nem fazer propaganda negativa. Algumas experiência me fazem repensar o padrão de consumo, mas boas experiências de after market são reconfortantes.

O Produto:
O produto da vez é um bolinho embalado individualmente. Como tem um personagem de desenho infantil estampado na embalagem é a procura preferencial em casa. Como são bolos recheados com creme, não estaria nas minhas escolhas preferenciais, mas pelo tamanho da porção e do preço, sempre tenho em casa.
A linha infantil tem 3 sabores: um bolo com gotas de chocolate e recheio de chocolate com a estampa do cascão na embalagem, um bolo de chocolate com recheio de chocolate com a estampa do cebolinha, e um bolo branco com recheio de baunilha e a estampa da mônica. Compro dos 3, não tem uma preferência. Além da embalagem que é metalizada por dentro, o bolo vem enformado em papel na parte inferior. Brincamos que tem que tirar a roupinha do bolo para comer.
Eu lembro que teve uma vez que ao retirar a roupinha o bolo foi se desmanchando, e quebrava, não dava para segurar. Apesar do choro e da frustração, comeu mesmo assim. Não considero que isso seja um problema, realmente acontece, mas dá pra comer mesmo assim.
Provavelmente, o grande mal dos produtos de casa é o supermercado que eu faço compras. Gostaria de ter mais opções, mas por enquanto, ainda continuo no mesmo lugar.
O Problema:
Eis que minha filha pede para abrir a embalagem do bolo e logo de cara o cheiro não me agrada. Quando olho mais diretamente, a parte de cima está completamente tomada por fungos brancos. A primeira reação foi conferir na embalagem se o produto estava vencido, mas não estava. A embalagem também não estava violada ou teria sido mais fácil de abrir e não teria pedido ajuda. Lembro claramente dela tentando antes de pedir. Não teve jeito. Fotografei o estado e a embalagem e joguei fora. Não teria como deixar guardado com o risco de contaminar outros alimentos. Fiquei bastante assustada da criança não perceber que o produto estava estragado e tentar comer mesmo assim. Conversamos, expliquei por que estava jogando fora e ofereci outro bolinho que ainda tinha lá de outra marca. Felizmente consegui trazer uma experiência ruim ter o aprendizado com o cuidado do estado dos alimentos. Não tivemos dias muito quentes e o armário que guardo estes produtos não tem umidade. Recentemente reduzi ainda mais a quantidade de produtos que mantenho armazenado para uso recente então diminui muito a possibilidade da contaminação ter ocorrido na minha casa.
O Contato:
Não perdi tempo e no mesmo dia enviei uma mensagem no Fale Conosco do site. Como logo de entrada aparece "excelência em confeitaria" estou confiante de receber um bom atendimento. O site é simples e possui um canal adequado para informações e entrar em contato. Como não havia possibilidade de anexar foto, informei a existência dela e descrevi a ocorrência. Não achei válido solicitar qualquer coisa. Estava mais é indignada com a situação e assustada de que minha filha comesse um bolo estragado sem entender o que estava acontecendo.
O Resultado:
Depois de dois dias recebi uma mensagem por email avisando que estavam tentando contato telefônico sem resposta. Pediram que eu avisasse um horário em que fosse possível contato ou outro telefone. Respondi no mesmo dia. Depois entraram em contato por telefone para pedir a foto que eu havia tirado. Assim que recebi o recado já enviei. Apesar de pouco conversar e não deixar claro as intenções da empresa, percebi bastante cuidado, o que é muito bom.
Depois do envio da foto novamente foi realizado o contato telefônico. A atendente queria me convencer de que o produto deles é bom e não tem nenhum problema de qualidade. Eu é que tive azar de ter feito muito calor e o produto ter mofado. Só achei engraçado que a embalagem é metalizada por dentro. Não teria como o produto suar como a mulher falou. Se aconteceu é por que o produto já estava contaminado quando foi embalado e por isso o calor pode ter atrapalhado. No mínimo teve falha no processo de embalagem. Ou não foi feito o vácuo adequado, ou o produto ainda estava muito quente quando foi embalado, ou a embalagem estava contaminada e mesmo assim foi utilizada.
A atendente perguntou se eu aceitava receber o produto para me convencer de que o produto deles é bom. Eu aceitei. E recebi pelos correios um pacote com 2 unidades do bolo de mesmo sabor que o notificado. Desculpe não ter fotografado o produto. Recebi e já consumimos em 24 horas. Nestas duas unidades não tive problemas.

Entre o problema identificado e receber estas duas unidades, abrimos mais um produto que tinha em casa, do mesmo bolinho que deu problema. O bolo em si não estava estragado, mas estava quebradiço. Ao tirar o papel ele se quebrava todinho. Não foi a primeira vez que aconteceu isso. Das outras duas vezes também foi este sabor de baunilha com recheio de baunilha que estava assim quebradiço. A criança comeu chorando que "o bolo chato fica se desmanchando e ela não gosta de bolo assim". Entendi que este também era um momento de tirar da minha vida algo que não estava funcionando.

Obrigada, Casa Suiça, pela tentativa de me satisfazer, mas o seu produto não atende o nível de qualidade esperado da minha consumidora. Vamos optar pelos bolos do ursinho e da menininha que até agora não deram nenhum problema. O bolo de natal de nozes ainda será consumido sempre que possível já que é um produto sazonal, mas esta linha infantil não funcionou.

terça-feira, 11 de abril de 2017

DL - Resumo da Décima Quarta Semana

E novamente não tive uma semana muito boa nas leituras. Eu comecei a ler um livro online que ainda não está concluído. Também gastei um tempo enorme lendo um livro técnico que ainda não terminei. Não sei por que resolvi voltar a ler um livro que estava parado faz um tempo. E desanimei de algumas leituras que eu estava fazendo. Entre 2 e 8 de abril quase fiquei sem terminar de ler nenhum livro.

Um Gato entre Pombos é outro romance da Agatha Christie. Este é alguns dos títulos mais conhecidos. Também com o detetive Poirot, embora este tenha aparecido faltando pouco mais de 50 páginas para terminar. É sobre assassinatos em um colégio interno de meninas na Inglaterra. Havia avançado bastante e estavam faltando poucas páginas para terminar. Entretanto acabei focando em outras atividades e só voltei para lê-lo no dia 7 de abril quando terminei. Avaliei com 4 estrelas.

Novamente voltei a focar em outras coisas. Estou gastando muito tempo marcando as roupas e diminuindo as pilhas que estavam no escritório. Aos poucos continuo separando roupas que não cabem mais e pegando mais roupas para uso. Também dediquei bastante tempo nos preparativos da festinha. Desta vez, por algum motivo estou mais lenta, mas creio que vou conseguir terminar tudo a tempo, nem que para isso prejudique as minhas leituras. Depois retomo. Apesar de tudo consegui avançar em algumas leituras que estavam em andamento e tenho chance de terminar na próxima semana.

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Terminados em Março

Bom, comecei o ano com muito mais determinação que os anos anteriores. Diminuí muitos produtos, mas sinto que andei empacando novamente. Apesar de gostar de publicar estes itens, não estou conseguindo fazer. Já estou precisando aliviar a minha rotina novamente. Mas vamos lá, apesar de pouco, estou conseguindo terminar produtos.

Praticamente só terminei produtos nesta última semana de março. E olha que tinha muita coisa no fim em fevereiro.
Finalmente acabei com o creme de lichia. Faltava bem pouco para terminar em fevereiro, estava difícil de usar, mas preferi continuar usando para terminar. Como tinha outras opções nem fui olhar para comprar. Estou experimentando usar o óleo de bebê então penso que demoro para acabar com mais outro creme. 
Também usei mais uma miniatura de sabonete em barra que eu esqueci e joguei a embalagem fora. Agora tenho mais algumas poucas guardadas.
Também terminei com mais uma miniatura de shampoo e uma de condicionador. Aproveitei para usar uma amostra de shampoo 2 em 1. E as minhas miniaturas estão diminuindo. O shampoo que estou usando já é um de embalagem tradicional (400 ml) e eventualmente volto a usar alguns envelopes.
Esta embalagem de sabonete foi engano meu. Abrimos em 1 de abril, mas como não tinha tirado a foto, acabei deixando junto e só depois me dei conta.
Achei que fosse acabar mais coisas, mas demais produtos que estavam acabando devem ter um ou dois usos, então ficarão para o mês de abril.

Do projeto passado, ainda tenho um ou dois usos do sabonete esfoliante de figo e mais alguns usos do protetor solar facial.
As fotos dos produtos do desafio de inverno foram improvisadas, então desta vez tentei fotografar par mostrar melhor a atualização de cada produto. Um que estou perto de terminar é o creme para pentear. Falta pouco, mas vou precisar de mais um mês para terminar. Nem preciso forçar muito. Veja que a embalagem tem estado de cabeça para baixo para facilitar o uso e tem só um finzinho. Estou apostando em uns três usos e acabar com o produto em abril.
O desodorante é um produto todo errado. De cara não gostei do cheiro. Não gosto e não confio em desodorante spray, mas resolvi usar. Logo de início, reclamaram do cheiro do desodorante, mas até que eu me acostumei e não me incomodei tanto assim. Achei que ia durar uns dois meses mas depois de 3 percebi que tinha pelo menos mais dois pela frente. No início do projeto tinha pouco mais de um dedo, agora também tem só um finzinho. Nesta embalagem não tem como abrir e usar até o fim. A hora que o spray não conseguir mais bombear vou ter que jogar fora. Mas até que consegui usar bastante. Não tenho o menor dó de estar acabando, fico é bem satisfeita e espero não ganhar nunca mais um produto deste tipo. Acredito que em abril termina já que tem tão pouco. Este era um dos poucos produtos que eu esperava já acabar em março.
A colônia novamente tenho dificuldades em usar todo dia. Sei que diminuiu. É uma pena que não vou conseguir terminar todos os perfumes que pretendia dentro do período da lista. Mas com esta colônia tive muitos altos e baixos. Finalmente agora estou conseguindo usar com relativa frequência e espero terminar em mais alguns meses. Apesar de atrasar bastante o meu planejamento, terminando esta e mais uma este ano, não fico com tantos produtos assim a partir de 2018.
Outro produto que me comprometi a usar, o spray de cabelo. Usei uma vez apenas, mas já está no fim do pote. Devo terminar em breve. Nem adianta tirar foto que não tem o que ver de andamento.
O corretivo foi um produto que eu não tinha fotografado com ele aberto, mas estava espantada com o volume gasto nestes últimos meses. Ainda estou conseguindo usar todo dia, mas sei que demora bastante para acabar. Às vezes tenho a impressão que no próximo uso vou ver o fundo, mas até agora, nada. A lateral do pote eu já consegui limpar, então voltei a trabalhar no fundo. Como a meta é apenas tocar o fundo, acho que este item também consigo terminar. O único porém é que deve demorar mais uns meses.
A primeira foto com o gloss não é muito boa. Ao mesmo tempo, não fotografei ao lado de um régua, então é difícil comparar o volume. Apesar de ter me comprometido a usar o gloss até o inverno, não estou conseguindo muito avanço. Preciso aceitar que mesmo usando todo dia, um produto destes dura quase um ano. Vou tentar disciplinar para usar mais vezes. Não sei se termino, mas com certeza irá diminuir. Depois comparando estas fotos, apesar de estarem em ângulos diferentes, comecei a perceber que o volume deve ter diminuído alguns dois ou três milímetros. Sei que é pouco, mas eu estava com a sensação de que era menos de um milímetro. Fiquei mais esperançosa de conseguir fazer um bom uso nos próximos meses mesmo que não chegue a acabar.
Curiosamente, mesmo não fazendo parte de nenhum projeto, estou com um creme para os cabelos no fim e também um sabonete íntimo. Como não tenho reposição para estes produtos, precisarei ir às compras. Ainda não sei quais produtos escolher. Este tipo de dúvida é bom.
Ainda dos produtos que eu deveria estar usando, o lápis tenho usado menos, assim como a base. Não adianta que não são meus produtos preferidos. Mas sim, estou usando.
Arrisquei mais uma vez com as minhas sombras. Pelo pouco que uso, vão durar para sempre. Estou tentando usar um pouco para se for o caso descartar o que não está em condições de uso.
Também não tinha fotografado o esmalte que coloquei no projeto. Tenho tentado usar este daqui. Ele é um tanto velho, está grosso, mas agora só tem um restinho. Funciona como uma base, é só um brilhinho. E também dura bem pouco. Em dois ou três dias já começa a descascar. Não estou certa se vou consegui acabar com o esmalte do vidro porque está bem difícil de usar. Creio que ainda consigo usar umas duas vezes, talvez mais. Consegui fazer a unha algumas vezes mas usando também outras cores.
Abril está prometendo muitos términos com os produtos que estão em andamento.

Como consegui terminar alguma coisa e estou com os meus projetos em andamento, acabei procurando produtos para comprar. Estou conseguindo evitar bastante, mas estou realmente precisando de alguns produtos. Recolhi mais algumas miniaturas de sabonetes de um hotel que me hospedei. Não fotografei, entretanto. Foram 3 sabonetes. Também ganhei uma amostra de creme d'O Boticário, mas venho falar sobre ele em breve.

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Experiência de Leitura: Séries Infinitas

Quem acompanha os meus resumos já percebeu que eu estou tentando terminar de ler a série Irmandade da Adaga Negra. Quando fui pesquisar quantos volumes estava faltando, cheguei à conclusão que faltavam 10. Enquanto lia o 3 e o 4 percebi que tinham outros livros da autora, mas aparentemente relacionados. Agora descubro que são mesmo continuação da série. E a série não foi concluída, a autora permanece escrevendo sobre os mesmos personagens. Já não sei se vou conseguir terminar. Ou mesmo querer terminar depois de tanto tempo.
Curiosamente, ano passado eu fiz a mesma coisa com as Crônicas Vampirescas. Eu sei que a Anne Rice ainda é viva e que publica livros até hoje, mas acreditava que as Crônicas estavam concluídas. Então fui lendo o livro 4, o 5, o 6... Voltei para os livros 2, 3 e 4 das Bruxas de Mayfair. E este ano peguei o 7 e o 8 para terminar. Não estava pensando em ler as Novas Crônicas, então descubro que além de Cântico de Sangue ser recente, Príncipe Lestat é uma continuação publicada em 2015! E o primeiro livro, Entrevista com o Vampiro, é de 1976. Por vezes a autora falou que não voltaria a escrever sobre seus vampiros e voltou com novas histórias. Até achou um jeito de Rowan Mayfair vir para perto do Lestat. Afinal, eles vivem na mesma cidade.
Eu sinceramente estou desistindo de tentar terminar de ler séries infinitas. Ok, os livros são bons, mas como assim são infinitas? Novamente, entendo que vampiros são imortais, mas os autores não... Não quero que eles morram, mas preferia ter a sensação que eu terminei de ler a série. É melhor eu viver muito para conseguir ler até o fim.
E ainda tem aquelas séries que tem revival tipo o que a Meg Cabot fez com O Diário da Princesa e A Mediadora, anos depois voltou a escrever sobre os personagens. E olha que nem são séries tão blockbusters assim como foi Harry Potter...
Também tem umas séries que continuaram no país de origem e não são mais publicadas no Brasil. Estas estou dando por concluídas quando acho que está ok. Sem necessariamente terminar.
Sei lá, viu. A minha listinha de séries em andamento acabou ficando furada por conta disso. Não consigo saber o que já acabou e o que não e sempre que pesquiso descubro que tem mais coisa para ler.

quarta-feira, 5 de abril de 2017

DL - Resumo da Décima Terceira Semana

Novamente tentei conciliar as demais atividades com as leituras. Em alguns momentos funcionou bem, em outros nem tanto. Mas depois venho contar destes projetos. Terminou o mês de março e com ele também uma nova lista de leitura. Entre 26 de março e 01 de abril avancei um pouco do que eu pretendia ler.

Amante Vingado é o sétimo volume da Irmandade da Adaga Negra de J.R. Ward. É um volume gigantesco sobre o Rehvenge que não é propriamente um irmão mas está fortemente relacionado com a irmandade. O rei Wrath volta a ter seu destaque assim como desenrola mais um pouco da história do John que é o volume seguinte. Li vagarosamente e terminei em 31 de março. Avaliei com 4 estrelas.

Com um pouco de esforço estou conseguindo avançar quase 10% da leitura de Getúlio por semana e creio que vou conseguir terminar em mais algumas semanas. Também tenho deixado um tempinho para ler VFT e terminar agora que avancei mais 10%. É uma leitura densa, de estudo e em inglês. Deixei as minhas leituras mensais um pouco de lado, mas pelo menos as da Agatha Christie eu gostaria de tirar o atraso para terminar em 2017. Ainda faltam 25 que eu tenho disponível.