terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Terminados em Novembro

Muita coisa aconteceu em novembro, inclusive terminar coisas que estavam listadas para terminar faz muito tempo. 

Produtos Terminados:

O sabonete líquido que leva para escola dessa vez demorou para terminar, mas novamente tive mais um frasco para descartar. Como as aulas estão acabando, o próximo que está em uso deve ser o que vou usar em casa durante as férias e abro um novo quando as aulas voltarem.
O óleo Johnson's estava listado em 5 para terminar e eu pretendia usar nas cicatrizes junto com o hidratante. Finalmente terminei e agora vou usar só o hidratante. Ainda tenho um creme para as pernas sob a bancada que eu quero terminar sem reposição, mas neste momento estava priorizando o óleo.
Obviamente usei muitos outros produtos além destes, mas não terminei mais nada. Portanto, ainda tenho muita coisa perto de terminar para o próximo mês.

Andamento das Metas:

O que dizer deste mês? Não fez nem cosquinhas no meu total que continua horrível. Agora ainda tenho o desodorante, um repelente, um shampoo e condicionador das meninas e os sabonetes. Se tiver sorte, melhoro um pouco o meu total em dezembro ainda que não atinja a meta.
Ainda uso o gloss com bastante frequência, mas quase não tenho usado o batom. Uma pena que está tão perto de terminar. Espero que no mês que vem consiga usar um pouco mais e quem sabe terminar um dos dois produtos.
Novamente, mal tive chance de usar os esmaltes. E estou quase jogando fora no estado em que está. Talvez se for outro acabo usando mais.
Agora, dos 5 (4) produtos que listei para terminar faltam apenas 3. O óleo finalmente terminei e demorei bem mais tempo do que eu imaginava antes. O perfume, ou colônia, tem bem pouco e espero terminar em dezembro. Dos produtos que restam, a base eu ainda uso com razoável frequência, mas não devo terminar tão cedo. E o creme de hidratação estou deixando para 2019. Enfim, muita coisa está ficando para trás apesar de ter diminuído outro tanto de coisas. 

Produtos Novos:

Sequer sou capaz de lembrar o que comprei neste mês. Acredito que novamente pasta de dente, também trocamos as escovas, mas eu não tenho certeza do quê mais. Certamente, quando fizer o inventário, vou descobrir o que tem de novo e esqueci de contar.

O ano está acabando e já é momento de eu me preparar para o inventário e para repensar as minhas metas. Da lista que eu havia feito no começo do ano, para 2019, ainda tem coisas que eu preciso mudar. Principalmente repensar o meu total. Antes de chegar a 100, preciso tentar reduzir para 150, ou 120, um número mais realista. E preciso seriamente repensar as categorias de produtos para excluir mais algumas. Já fiz e refiz a lista de metas para 2019, mas ainda não estou satisfeita.

sábado, 8 de dezembro de 2018

Os Livros que eu Dei ou Troquei em 2018

Como no ano passado, o que tem feito mais diferença no grande acúmulo de livros são os livros que eu dou. Consigo trocar uma quantidade significativa, mas isso pouco altera o total. Em 2018 até troca foi difícil. Estive com mais de 50 livros disponíveis o ano todo e recebi poucas solicitações. Também não consegui gastar muitos créditos então até parecia que estavam diminuindo.
Felizmente em 2017 já havia combinado de passar a coleção de livros da Virgínia Woolf para uma colega do trabalho. Esta coleção tem 6 volumes e eu fui lendo pela ordem de publicação. Primeiro li A Viagem. Para um romance de estreia é muito bom. Eu falei sobre a experiência de leitura de Virgínia Woolf. Tentar falar mais seria repetitivo. Lembro que estava lendo o segundo volume e maior de todos. Como ainda faltavam 4 achei que não conseguiria terminar de ler tão cedo, mas consegui ler 3 entre dezembro e janeiro e terminei o último em fevereiro.
Eu comentei sobre isso quando fiz a arrumação do cantinho de livros infantis, mas separei algumas coleções e doamos para uma entidade cerca de 10 livros infantis. Também mandei para a escola 5 livros sendo que pediam apenas 2 e devolvemos mais 4 que estavam em casa como empréstimo. Poderia ter separado muito mais, mas achei que foi bom o suficiente. Mesmo sendo pequenos, foram quase 20 livros a menos.
Isso tudo foi até fevereiro. Depois disso ainda não tinha recebido nada e não estava muito preocupada com isso. O tempo foi passando, escolhi outras séries de livros que não pretendo manter para priorizar a leitura e aguardei a oportunidade de alguma campanha para dispor de mais livros.
Então somente em junho recebi a primeira solicitação de troca do ano. Todo aquele plano de conseguir trocar 12 livros no ano já estava desacreditado. E eu sei que fiz a minha parte tentando ler e disponibilizar para troca os livros. Ao longo do ano, a lista de livros para troca não baixou da quantidade de 50.
O livro solicitado em junho foi Sedução da autora Nicole Jordan. Apesar de eu gostar de livros neste estilo, não empolguei muito com a leitura e fui arrastando para terminar e tirar da estante. Tanto que avaliei com 2 estrelas. Mas fiquei surpresa por receber a solicitação em tão pouco tempo depois de ter concluído a leitura. E estou certa que não vou sentir a menor falta deste livro.
Ainda no fim de junho recebi mais 3 solicitações no mesmo dia para livros diferentes. E assim partiram: Aprendendo a Seduzir de Patrícia Cabot, Cântico de Sangue de Anne Rice e Um Gosto de Vida de Susan Mallery. Cântico de Sangue já estava para troca faz tempo. Como tinha apenas alguns volumes das Crônicas Vampirescas optei por colocar para troca ao invés de tentar completar a coleção.
Já os outros dois foram leituras recentes. Aprendendo a Seduzir eu tinha muita expectativa mas achei bem ok. É um livro avulso, não relacionado a outras obras da autora, por isso não vi porque guardar.
Um Gosto de Vida é o primeiro livro da Coleção Irmãs Keyes que também li recentemente. Esperava trocar todos os volumes num pacote só, mas acabei adiando anunciar e ficou mais fácil liberar um a um para troca. A coleção também é ok, a edição é bem simples, mas não me vejo relendo este tipo de livro. A troca foi o destino recomendado.
Em julho novamente recebi solicitações, mas só uma troca avançou, pelo livro Verão no Aquário. Apesar de ter adorado os livros da Lygia Fagundes Telles, resolvi que não quero guardar para ler de novo. Eu tinha 6 volumes, mas com essa troca fiquei com 3.
Depois recebi também solicitação para A Primeira Luz da Manhã. Eu gostei bastante dos livros da Thrity Umrigar, mas são tristes e eu não pretendo ler de novo. Não sei porque não teve tanto interesse geral. Ainda tenho outros volumes da autora para troca, mas A Primeira Luz da Manhã eu já não tenho mais.
Em agosto recebi mais uma solicitação para outra leitura recente e enviei Na Escuridão da Noite. Eu esperava outro tipo de livro, por isso tive certeza que trocaria todos os volumes que tenho da editora Essência. Agora, estou sem muitas opções para troca.
Como em setembro e outubro não recebi nenhuma solicitação, resolvi separar mais alguns livros para troca. E em novembro recebi mais uma solicitação para o livro As Meninas, mais um da Lygia Fagundes Telles. Eu pretendia guardar este livro, já que gostei da leitura e pensei que leria de novo. Mas como estou com muito livro em casa, cheguei a conclusão que este eu poderia disponibilizar para troca para tentar diminuir um pouco do que eu tenho. Ele é um estilo de romance, já bem diferente de Ciranda de Pedra, por exemplo. E tem todo o contexto da ditadura assombrando os relatos das Meninas.
Na mesma semana também recebi uma solicitação para Uma Breve História do Século XX, outro livro que eu pensava em guardar, mas me dei conta que era pouco provável que eu chegasse a reler. Foi muito bom recordar resumidamente a história do mundo no outro volume e estava curiosa com o que havia sido relatado no século XX por que quase não se pensa em história do passado recente. Mas vejo que tenho muitos livros não lidos em casa e este provavelmente as meninas não vão aproveitar.

Foi bem curioso como as oportunidades de troca aconteceram este ano. Eu realmente não esperava demorar tanto tempo para realizar uma troca. Mas as 4 que aconteceram em Junho me mostraram que eu estava fazendo certo. No total, consegui enviar 9 livros "meus" e dei mais 6. Não atingi a minha cota de trocas, mas consegui reduzir um pouco do meu total.
De qualquer forma, seguindo o meu planejamento inicial, priorizei as minhas leituras entre os livros elegíveis para troca e desta vez consegui ler bastante. Foram 11 no primeiro semestre e mais 4 no segundo. Veja que li mais do que troquei, então o saldo foi ainda melhor do que eu esperava.
Como também dei alguns livros, estou conseguindo manter o meu total. A minha meta inicial era não deixar passar de 500, mas acabei mudando para reduzir até 400 já que não passava muito de 450. Ainda não atingi esta meta, continua ali, rodeando os 450. Quero continuar trocando e fazendo doações. Quem sabe consigo reduzir para 400?
Sobre os livros infantis, as meninas têm ganhado muitos livros. As duas. Então, logo devo fazer outra separação de livros para doação. Devo enviar um tanto para a escola e também quero separar alguns para o orfanato.

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Balanço Mensal - Novembro

Leituras de Novembro


Novamente consegui ir bem, fiz muitas leituras das minhas listas, mas ainda estou atrasada. Estou curiosa para encontrar os outros livros do Myron Bolitar de Harlan Coben. Apesar de não ser a minha escolha para o próximo autor, em breve vou procurar.

Andamento das Metas

1) Ler 120 livros. faltam 36
2) Manter uma Lista de Espera menor que 250 livros. está em 305
3) Terminar 5 séries da lista. 3/5
4) Tenho e não lidos menor que 200. faltam 143
5) Terminar pasta Anteriores. faltam 1 + 17 + 5
6)  OK
7) Quero ler mas não tenho menor que 100. está em 160
8) Passar de 1500 livros lidos. faltam 30
9) Completar a quantidade de livros propostos das metas de anos anteriores (120+31+57+4). faltam 121

Pouco diminuí em cada meta. Dificilmente atinjo alguma outra, com exceção da 3 que estou perto de atingir. Estou trabalhando em uma lista menor para 2019, mas ainda tenho alguns itens em aberto.

Lista de Dezembro

Apesar de manter a mesma lista, em dezembro virei pegar alguns destes para ler e espero reduzir um pouco. Não devo continuar fazendo esta lista do mês no ano que vem, apesar de manter uma espécie de lista de próximos. E na lista de próximos, provavelmente vou trocar mais os títulos.

1. Constituições Federais 3/8
2. Problemas Interessantes de Matemática e Lógica
3. Tecnologia Mecânica v. 03
4. Ensaios Mecânicos Metálicos
5. Cem Anos de Solidão
6.  Amante Libertada
7.  A Ilha Perdida
8. A Grande Rainha
9. A Hospedeira
10. A Senhora da Magia
11. O Mistério do Cinco Estrelas
12. O Prisioneiro da Árvore
13. A Bússola de Ouro
14. Crime e Castigo

Bom, logo começo com as retrospectivas e também com as minhas listas. Como podem ver, as leituras não vão mudar muito em um mês, mas provavelmente, o que eu escrevi como meta vai mudar um pouco mais.

domingo, 2 de dezembro de 2018

As Metas de Novembro

O mês de novembro começou bombando. Logo na primeira semana já estava terminando item da meta. Mas não quer dizer grandes coisas. Foram mais as metas repetitivas. Aumentei um pouco a lista, foram 23 metas. Mas ao longo do mês consegui concluir 5. Agora vamos aos grupos.

Organização:
Foi infeliz a minha escolha de organizar as sacolas para enviar à Elisa. Deu muito trabalho, e levei muito tempo. Terminei a primeira sacola, fiz uma limpa nos sapatinhos e precisei voltar a marcar as roupas da Marina. 
Avancei bem na marcação das roupas da Marina, mas ainda tenho muito trabalho pela frente. 
Comecei a separar alguns materiais para a caixa reserva, mas a verdade é que só vou conseguir fazer isso quando receber de volta os materiais da escola, daqui a algumas semanas. 

Leituras:
As edições kindle eu não havia terminado no mês passado por pouco, tanto que no primeiro fim de semana já havia terminado a cota do mês. Já comecei a ler o seguinte para poder atingir no próximo mês também, mas a prioridade foram as outras metas.

Produtos:
Já faz alguns meses que eu larguei muito o uso dos produtos. Por conta disso, atrasei terminar alguns que estavam no fim. Finalmente terminei o óleo, agora falta a colônia. Ambos estavam na minha meta de 2018. E voltei a diminuir os produtos na bancada.
Estava ficando muito difícil continuar usando a borracha com o pouco que restava. Publiquei há pouco os Materiais da Vez, mas a borracha que estou usando já está bem diferente. Em breve trago a atualização.
E eu praticamente esvaziei a bandeja da sala. Consegui reduzir os doces, tirei um pote de açúcar e ainda outras embalagens que estavam soltas. Ainda tenho uma pequena quantidade que sobrou para o próximo mês. Creio que isso é o máximo que consigo fazer.

Receitas:
Como já esperava, não teve pãozinho. Estou na correria para fazer doces, e o planejamento dos enfeites para a festa da mais nova e não consegui terminar. 

Outros:
Apesar de não ser uma categoria, é a parte que eu consigo avançar mais. 
Os livrinhos de atividades trabalhamos bastante, mas como a maioria demora para terminar, estou satisfeita de ter terminado um na primeira semana. Pelos outros que estamos trabalhando, tenho chance de terminar mais um no mês que vem, mas precisamos continuar trabalhando. E alguns materiais já começo a substituir.
Meio de brincadeira, comecei a assistir alguns episódios de Full House com a mais velha. Ela empolgou e passou a pedir diariamente. Como não temos muito tempo durante semana, estamos avançando aos poucos.
E a outra série que estou assistindo para testar os DVDs e disponibilizar para venda/doação é Buffy. Eu havia assistido os 4 primeiros episódios, depois assisti mais 3 e estava parado faz alguns meses. Então consegui assistir mais dois e estou perto de terminar.
Continuo focada em me livrar da pilha gigantesca de materiais de treinamento. Por enquanto estou priorizando o que está no escritório, mas uma hora vou ter que voltar para o que eu tenho em casa. 

Continuo avançando mais nas tarefas repetitivas. Tenho muito o que melhorar. Pretendo continuar fazendo a lista de metas em 2019, mas preciso diminuir a quantidade de itens. E para isso, o foco são as tarefas repetitivas que um dia vão ter que terminar. Mais alguns meses e consigo terminar algumas.

sexta-feira, 30 de novembro de 2018

Housekeeping Parte 4

Depois desse, provavelmente ainda vou ter mais um mês de trabalho. E espero conseguir terminar muita coisa no pouco tempo que falta. Ainda estou com as minhas listinhas semanais, mas já não tenho concluído muita coisa. Minha expectativa é terminar bastante coisa este mês e fazer o que der no próximo. Depois é só deixar as coisas irem acontecendo, fazer os inventários e se preparar para recomeçar.

A primeira semana não foi fácil, de novo com as crianças doentes em casa, consegui fazer muito pouco. Algumas tarefas rápidas que estavam atrasadas e um pouco da roupa que faltava marcar. Aqui realmente dá pra perceber algum avanço, mas sequer terminei uma das sacolas.
As outras tarefas eram para o fim de semana. Terminar o móbile exigiu bastante tempo e esforço, mas bem menos material do que eu contava. Ainda sobrou retalho de papel de presente, miçangas, dobraduras, papelão e papéis coloridos. Apesar de ter mexido com algumas canetas, achei prematuro descartar. Ainda tenho esperanças de conseguir usá-las antes de jogar fora, mas para isso, primeiro preciso terminar com o que eu estou usando. E o que eu me ressinto é que ainda tenho espaços lotados de objetos. Pretendia diminuir o suficiente para caber com mais folga. A parte boa foi ter achado alguns objetos que nem lembrava onde estavam. Mas ainda muito trabalho para fazer.
Por fim, separei outro tanto de livros para troca e já devo levar mais dois para envio. Também trabalhamos nos livrinhos de desenhos e terminamos mais um. 

A segunda semana começou com a empolgação do que terminei na semana passada. O que não quer dizer grande coisa. Estou perto de terminar a primeira pilha de roupa. Infelizmente não rendeu muito bem.
E dos outros materiais, estou conseguindo pegar algumas coisas para organizar. Cada vez que sento para almoçar/jantar fico olhando para a estante e gostaria de estar mais adiantada na organização da estante, mas é o melhor que consigo fazer. Consegui trocar 2 livros, mas pouco consegui mexer na estante para organizar lidos/não lidos.
Trabalhamos em alguns livrinhos, mas daqueles grandes. Continuamos aos poucos. Novamente avançamos num de caligrafia que deve terminar em breve. E com a entrada deste livro de caligrafia, mais um álbum de figurinhas foi descartado.
E a outra tarefa que estava programada e não avançou muito eram os preparativos para a festa de aniversário da menor. Compramos alguns materiais e espero começar a trabalhar nos enfeites nesta semana.

O feriado desta terceira semana foi mais do que bem vindo. Finalmente consegui terminar a primeira sacola de roupas e já separei outras duas sacolas de coisas para entregar no fim de semana. No fim, juntei 4 sacolas que saíram de casa para entregar para outras pessoas. E veio uma de volta. Achei que facilitaria a minha vida, mas não resolveu quase nada.
Não tivemos muita chance de mexer nos livrinhos. Até trabalhamos um pouco em um deles, mas foi um daqueles que ainda falta muita coisa.
E a outra tarefa que eu consegui avançar foram os vídeos que me programei para assistir. Novamente, não é um avanço visível. Sequer consegui separar um DVD para doação, mas acredito que no ano que vem saia uma grande pilha de vídeos.

Nesta quarta semana o foco foi na decoração de festa. Estava com muita coisa atrasada precisando preparar. Mas até que rendeu bastante porque conseguimos encontrar muita coisa pronta para comprar.
Acabamos gastando um tempo para arrumar uma poltrona que estava com o forro rasgado. Foi bem fora do planejado mas precisava fazer.
Avancei mais um pouco na marcação das roupas e consegui tirar de uso algumas que estão ficando pequenas. Fica um pouco tumultuado as várias pilhas, mas não consigo achar forma melhor. Gasto perto de meia hora só levando as coisas de um lugar para o outro e vou guardando ou separando. Apesar de não terminar nada, pelo menos está um pouquinho melhor.
As peças que estavam em exposição na escola vieram para casa e desmontamos o móbile. Algumas peças guardamos mas muitos preferimos descartar. Novamente, nisso de guardar, nunca volta ao que era antes, mas seria bom se sequer voltasse para casa.
Infelizmente, demais tarefas vão ficar paradas até as minhas férias daqui a 3 semanas. Mesmo sendo poucos dias, não terei como fazer muita coisa por agora.

Novamente, passou mais rápido do que eu imaginava. Não consegui terminar muita coisa, mas avancei um pouco mais. Tenho chance de terminar umas poucas tarefas e do próximo mês não pode passar. Como me deixa mais leve perceber o tanto que eu consigo fazer com a dedicação de algumas horas por semana.

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

A Grande Faxina de Férias

Ano passado eu estava com muitas expectativas para esta Faxina de Férias. E não consegui realizar. Muita coisa que estava prevista, tentei fazer durante os meses da minha licença e férias, mas não tive o mesmo tempo disponível nem as mesmas condições. Este ano, a prioridade será tirar uns dias de descanso, meu corpo não sabe o que é isso. Também queremos viajar por uns dias. Na rotina doida que vivemos, terei pouco tempo para a faxina, mas tenho algumas coisas que preciso tentar fazer.

Organizar o quarto das meninas: Ainda tenho algumas roupas para separar e marcar, mas nunca mais como o pesadelo que esteve a minha vida no ano passado. Depois da reforma e a mudança da rotina tem sido mais fácil deixar o quarto em ordem. E ainda é cedo para me livrar do berço e as outras coisas de bebê, então será uma organização mais rápida. Preciso fazer uma triagem nas roupas e nos brinquedos e novamente separar para doação. Nisto incluo os materiais de artes e os livrinhos.

Armário de documentos: As pastas até que estão em ordem, tenho uma organização pequena para fazer, mas preciso realmente encarar as fotos e organizar os álbuns. Venho adiando esta tarefa há anos. De quebra, preciso organizar os arquivos no computador, fazer backup de algumas pastas, testar discos, editar fotos e mandar imprimir.

Produtos de beleza: Nunca é tarde para refazer o inventário e tentar focar nos produtos que eu ainda tenho em casa. Como sempre, tento aumentar um pouco o escopo sem deixar fugir o total. Acho que só acrescentar os perfumes e esmaltes não vai aumentar muito. Mas preciso começar a olhar também para os acessórios de cabelo. Ainda não terei tempo para isso, mas pretendo pelo menos refazer o inventário, limpar os armários dos banheiros e colocar mais produtos em uso.

Livros, CDs e DVDs: De novo, o foco principal são nos excessos. Estamos reassistindo muitos dos DVDs infantis. Todos estão funcionando. Mas gostaria de separar alguns para doação. Depois preciso acelerar com os DVDs de séries. Tenho alguns CDs separados e preciso levar para doação. E continuo precisando separar alguns livros para doação e ainda separar mais espaço para os livros das crianças. Quero tentar ao menos avançar um pouco nesta tarefa.

Materiais de Escritório: Outro ponto que eu tenho muita dificuldade em encarar e espero conseguir começar desta vez. Já coloquei no final da lista porque imagino não conseguir chegar até o final. Se eu tentasse mais no começo, até as outras tarefas não seriam iniciadas. Preciso reduzir as embalagens de presente, nem todas estão em condições de uso e quando preciso não acho nada. Preciso rever as minhas coleções e criar coragem para descartar o que não está em condições de uso. E preciso começar a esvaziar as gavetas que estão lotadas e listar os materiais que preciso para não mais comprar repetido.

É isso. É muita coisa pra fazer, a maioria eu venho adiando de ano a ano. Preciso realizar alguns dos desejos das meninas, fazer passeios diferentes e passar mais momentos em família. Também preciso retomar alguns projetos e aproveitar mais os materiais que tenho em casa. E o próximo passo começa a ser voltar a encarar o meu guarda-roupa, os maleiros e os armários da cozinha, que provavelmente vão ficar para o próximo ano.

domingo, 25 de novembro de 2018

O que eu Aprendi com o Minimalismo em 2018

Incrível como eu sempre continuo aprendendo e tenho certeza que tenho muito a fazer para ser minimalista.

Em anos anteriores, eu refleti muito sobre os meus excessos. E continuo achando que as pessoas começam a falar de minimalismo e vão logo pegando as coisas e jogando tudo fora.
Eu descobri que eu não tenho muito o que comprar e que eu não preciso comprar muita coisa.
Esta semana, lendo outros blogs, eu me dei contar que os meus móveis são minimalistas. Apesar de eu não ser capaz de manter as superfícies livres: tenho muita poluição visual, ainda brigo muito pela bagunça escondida. Evito ao máximo guardar o que eu não sei se vou usar ou não pretendo manter. Com isso, enlouqueço o resto da família que acha que a minha casa é uma bagunça. Mas a parte de dentro dos armários tem se mantido cada vez melhor. De tempos em tempos pego alguns espaços para organizar e percebo que eles têm se mantido em ordem.
Não posso deixar de falar dos meus excessos. Com relação a roupas, pelo menos as minhas, estou melhorando. Não tenho comprado nada e até tenho conseguido separar algumas peças ocasionalmente. E para mim funciona assim. Se eu pegar e tirar um monte de roupa do armário como fiz em outros anos, posso me pegar procurando a roupa para usar de novo. E o outro sinal positivo é que tenho conseguido encarar aquelas partes do armário que evitava mexer. Como meu corpo ainda está em transformação, por conta da gravidez do ano passado, acredito que em 2019 conseguirei tirar muita coisa que já não me veste mais e que não pretendo vestir mais.
Já as roupas das meninas, ainda preciso melhorar. Estou conseguindo separar para usar as roupas antes de perder. Mas agora estou deparando com excessos de ter mais roupa do que conseguimos guardar. Passei a organizar sacolas para 3 crianças, e dá pra dividir uma quantidade boa para cada uma. Também não tenho tido a necessidade de comprar nada. Eventualmente compro, mas para agradar apenas.
Meu outro excesso que eu tento me convencer que está contido são os produtos de cuidados pessoais. Já reduzi muitos produtos e tenho tentado deixar a bancada o mais vazia possível. Acredito que em menos de um ano terei alcançado o meu ideal. Ainda que tenha excessos, será bem pouco. Mas demorei alguns anos para chegar a isso. Valeu muito a pena toda a dedicação que tive.
E por fim, me preparo para encarar os meus excessos de escritório. Cada vez mais tenho separado as coisas em sacolas e tenho tentado entregar para as pessoas e os lugares certos. Depois de 10 meses, entreguei os brinquedos das crianças. Mas dificilmente consigo manter a bicama vazia. Sempre tenho coisas em trânsito. A ideia é que estas coisas fiquem no espaço que tenho no armário do escritório. E é nisso que estou trabalhando.
Ainda sobre excessos, eu conto melhor isso quando falo dos livros que dei ou troquei, mas tenho tentado reduzir a ocupação da minha estante. Eu diria que não estou indo muito bem. Mas acredito que por enquanto foi apenas um começo.
Agora falando do que deu certo: meu marido tem se mantido fiel a tirar uma peça para cada peça nova que adquire. Em alguns casos, tira até duas.
Quando trocamos a mesa da sala e precisei comprar toalhas maiores, tirei 5 toalhas mas só comprei 2. E fiquei com mais 2 que ainda consigo usar. 
Quando pediram pra eu ver se tinha alguma coisa para levar para uma pessoa que vai ter bebê, separei metade das mantas que tenho e que certamente não vou usar mais. Ainda separei algumas fraldinhas que não vinha mais usando agora que cresceu.
Dispensamos a faxineira e ainda não estou ficando louca. A roupa para passar não aumentou apesar de não dar conta de toda a limpeza e deixar algumas coisas acumulando.

Agora, os meus desafios: preciso mesmo deixar a mesa da sala vazia e a bicama do escritório vazia. Não tenho sido capaz.
Preciso reformar alguns móveis na sala e tirar algumas coisas que não deveriam estar lá.
E preciso eliminar muita coisa das superfícies sem esconder nos armários e maleiros. O próximo passo será esvaziar os maleiros.