quarta-feira, 14 de junho de 2017

DL - Resumo da Vigésima Segunda Semana

E então, depois de ter voltado a ler, também peguei para reorganizar as minhas listas de leituras. E antes que eu me dispersasse, foquei em tentar terminar as leituras em andamento. E foi assim que consegui avançar nas leituras que eu não terminei em maio mas que consegui terminar nessa semana de 28 de maio a 03 de junho.

Açúcar e Pimenta é o terceiro e último volume da trilogia L.A. Candy de Lauren Conrad que não tem edição brasileira, mas que eu dei um jeito de ler e tirar mais esta série da minha lista de séries em andamento. De certa forma posso dizer que finalmente cai a ficha do que é participar de um reality show e perde completamente a graça para Scar e Jane. Mas agora também tem personagens novos, ou será que é uma velha conhecida renovada. As paixões também se confundem entre passado e presente, mas será que tem um futuro? Eu gostei de ler, mas gostei mais ainda de ter tirado da fila. Nada excepcional que me faça ler de novo. Terminei em 30/05 e avaliei com 3 estrelas.

Uma Vida Própria é outro romance de Linda Howard que estava na minha lista de leitura e eu não estava preocupada em realizar. Como são leituras rápidas, optei por pegar estes romances nesta última semana. Conta a história de Sallie que está separada do marido e consegue adquirir uma vida própria, até que este marido retorna para perto dela como seu chefe. Terminei de ler em 30 de maio e avaliei com 3 estrelas.

A Maldição do Espelho eu tive muita dificuldade em avançar e por diversas vezes tive que voltar alguns capítulos para tentar avançar. Não sei explicar o que aconteceu, mas como todos os romances da Agatha Christie temos uma suspeita de assassinato a ser investigado, desta vez com o auxílio da velhinha mais esperta de St. Mary Mead. Mas o Desenvolvimento está chegando e afetando a dinâmica desta bucólica vila. O que não muda é a natureza humana, da qual Miss Marple pode ser considerada especialista e estudiosa do assunto. Terminei em 31 de maio e avaliei com 4 estrelas.

Baía de Diamantes também é um romance de Linda Howard que separei da minha lista de espera. Fiquei satisfeita de saber que conta a vida de um personagem, Sabin, que já fez parte de outro livro da autora: Além do Arco-Íris. E então terminei em 01 de junho e avaliei com 3 estrelas.

A outra leitura que eu esperava ter terminado esta semana é A Viagem. Novamente, nada contra o livro, a dificuldade foi minha em priorizar a leitura, mas neste momento ainda estou envolvida em terminar as outras coisas que me propus a fazer além de descansar antes que eu não tenha mais oportunidade. Minha lista de leitura continua enorme mas adotei a estratégia de priorizar a minha lista de espera que tem muitos livros curtos, então devo avançar bastante nesta meta no próximo mês. Aos poucos também estou avançando nas outras leituras que estão em andamento. Que as próximas semanas sejam bastante produtivas.

segunda-feira, 29 de maio de 2017

DL - Resumo da Vigésima Primeira Semana

E então eu estava empacada nas leituras em andamento e ao invés de tentar separar um tempinho para me dedicar às leituras para fazer render, eu preferi largar o foco e procurar outras leituras. Quer dizer, ainda tenho a intenção de terminar os livros que estava lendo, mas nesta semana de 21 a 27 de maio consegui terminar algumas leituras não programadas.

L.A. Candy foi um livro que escolhi pela capa e não me arrependi de ter tentado ler. Não é ótimo, mas é um livro gostosinho da Lauren Conrad. Acompanhamos duas jovens que se mudaram para Los Angeles e estão tentando conhecer a cidade e mudar de vida. Mas tudo isso passa a fazer parte de um reality show que também tem outras duas garotas em busca de sucesso. Terminei de ler em 25 de maio e avaliei com 3 estrelas.

Mentirinhas Inocentes é a continuação de L.A. Candy. Como no volume anterior o término foi abrupto, me senti obrigada a ler o segundo volume, o que foi muito bom já que era este volume que eu havia cadastrado na estante como vou ler. Apesar de todo o escândalo, Jane resolve voltar e tentar resolver a sua situação com Braden e com Jesse, mas não consegue se entender com Scar. Mas tudo bem, porque a audiência do programa não para de subir. Não sei se me interesso pela segunda temporada. Terminei em 25 de maio e avaliei com 3 estrelas.

Eu Mato é um ótimo romance policial de Giorgio Faletti que eu não estava muito a fim de ler mas conforme conseguia avançar não queria mais parar a leitura. Eu sou meio traumatizada com livros com excesso de sangue e este é outro caso. O raciocínio investigativo de Frank Ottobre é impressionante. Apesar de não ter vindo num bom momento e eu ter demorado muito para terminar, recomendo a leitura. Terminei de ler em 26 de maio e avaliei com 4 estrelas.

Então ainda estou com outras leituras em andamento que eu gostaria de ter terminado mas estou satisfeita de pelo menos estar voltando a ler mais um pouco. Agora falta pouco para eu terminar com os capítulos da novela, creio que mais umas duas ou três semanas, e então vou ter um pouco mais de tempo para ler. Também estou terminando uma das minhas tarefas homéricas que pretendo vir contar em breve. E assim vou avançando nas minhas leituras e tentando chegar perto das minhas metas.

terça-feira, 23 de maio de 2017

DL - Resumo da Vigésima Semana

E entre 14 e 20 de maio resolvi dedicar todo e qualquer tempo livro para diminuir uma das tarefas que têm sido intermináveis na minha vida. Por conta disso pouco consegui ler. Ainda coincidiu de eu estar fazendo várias leituras de progresso lento. Em parte por já esperar que isso fosse acontecer que eu já adiantei a maratona de 30 dias de Tartaruga em fevereiro. Quero fazer outra em agosto, mas até lá deveria estar lendo um pouco por dia, todos os dias. Para não dizer que não avancei nada, li 20 páginas de A Maldição do Espelho, li 8 páginas de Como Fazer Chover na Sua Horta, li pouco mais de 100 páginas de Eu Mato e li 40 páginas de A Viagem. Apesar de pouco, estou feliz com o resultado. Espero conseguir avançar para terminar alguma coisa na semana que vem. E então é a terceira semana do ano que não tenho nada para relatar no resumo. Torcida por Momentos Melhores.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Housekeeping 2017 Parte 1

Ano passado eu fiz uma temporada de destralhamento. Ao longo deste período, e essa é uma das postagens mais populares, consegui fazer alguns cantos vazios. Este ano, comecei motivada pelos meus sucessos e acho que tive muitos bons avanços. Não consegui resolver tudo o que queria e estou muito longe de afastar os meus problemas. Olhando friamente, tenho ainda muitas organizações para fazer. Mas estou sendo pressionada para fazer um grande housekeeping. É difícil tentar explicar o que possa ser isso, mas vou tentar: é uma arrumação pesada, de tirar tudo do lugar e jogar fora metade. Como se estivesse mudando de casa.
Acontece que apesar de todos os esforços, mesmo diminuindo a quantidade de coisas, ainda temos muitas coisas. Todos os livros que eu fui capaz de tirar da estante não fizeram nem cosquinha. As pilhas de papeladas que eu joguei fora não esvaziaram mais do que uma gaveta. Os copos e potes que eu tirei da cozinha não liberaram nem uma prateleira.
Eu não acho que uma arrumação deste tipo vai resolver o meu problema. Apesar do maior problema ser falta de tempo e eu preferir fazer no método mais cuidadoso (e portanto mais lento), o que mais está me incomodando é não saber onde estão as coisas. Já tive pelo menos 3 vezes a dúvida sobre se eu ainda tenho e onde está determinada coisa. Então, mais do que arrumar e me desfazer, eu preciso arrumar o que eu pretendo manter de forma a conseguir achar. Então, quais são os planos?
Estou novamente escolhendo setores onde acho que consigo ter resultados ao fazer uma arrumação.
Também preciso dar um fim definitivo em todas as coisas que separamos para dar: um telefone sem bateria, um organizador de talheres, um kit de dispenser para o banheiro, um barbeador elétrico, um aparelho de som. Pretendo fazer uma caixa e mandar embora, mas o problema é: para onde? Até o fim do projeto tenho que definir e resolver.
O prazo que eu estou dando para esta ação é novembro.

No primeiro fim de semana, fizemos novamente uma grande organização do escritório. Conseguimos jogar bons sacos de papéis fora e das pilhas de roupas que perduram consegui diminuir uma. Aqui valeu bastante pelo esforço de devolver para o lugar o que sobrou da festa de aniversário. Já não temos mais tanta coisa guardada, mas ainda temos mais do que usamos.
No segundo fim de semana consegui reduzir um pouco da outra pilha de roupas e organizei parte dos papéis que não estavam classificados e precisavam voltar para a pasta. Infelizmente a pasta já não está mais fechando, vou precisar mexer nela de novo. Precisei arejar uma gaveta de sapatos, lavar alguns e acabei descobrindo uma sandália, com o preço, que eu nem me lembro de ter comprado. Quanto tempo faz que a tenho? Não faço ideia. Estas faxinas são importantes por isso. Ainda estou longe de reduzir os meus calçados numa quantidade que não seja exagerada, mas melhorei bastante em 2016.
Na terceira semana novamente investi no escritório e consegui reduzir mais um pouco da segunda pilha. Em breve devo começar com as sacolas. Também consegui guardar um pouco dos papéis que estavam na sala e no escritório. Aos poucos vou precisar me desfazer das lembranças que fazem na escola. Algumas coisas são muito volumosas. Mais uma caixa foi fora. E as coisas que estavam nela foram para seus respectivos donos. E finalmente conseguimos organizar os conjuntos de blocos de montar. Agora que cabem quase todas as caixas no módulo de brinquedos o quarto até parece um pouco mais arrumado. Ainda temos muito o que fazer neste quarto.
Na quarta semana do mês, consegui montar duas sacolas de roupas que vou passar pra frente e terminei de marcar e guardar a outra pilha de roupa que ainda era grande. A arrumação do guarda-roupa ainda não está boa e por isso mesmo com tudo guardado o acesso ainda é confuso. Terminando de marcar preciso novamente esvaziar, limpar e organizar. Sem ficar entulhado. Aproveitei para esvaziar as sacolas que ainda não havia classificado e sobrou uma nova pilha com o que estava nas sacolas, e este será o esforço para as próximas semanas. Assim que terminar de separar as roupas que estão no escritório ainda preciso terminar com os livros e as revistas.

Ainda estou fazendo a arrumação de forma lenta e confesso estar com uma certa má vontade. Não estou acreditando muito ser possível deixar os espaço mais vazios. A maioria das tarefas sou eu quem me impus, e não me sinto pronta para abandonar. Só espero conseguir avançar mais a partir de agora.
Uma grande verdade para você reduzir a quantidade de coisas é não trazer para a sua casa os excessos. Só o consumo irá reduzir aos poucos. A organização e o destralhe aceleram a redução. Mas o maior engano é esquecer de controlar o que entra na sua vida.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Item 01: Agendar a revisão do carro

O período do projeto já acabou mas ainda estou realizando bastante coisa. É lógico que a maioria do que estou terminando são coisas que estão em andamento faz muito tempo. E esta é uma daquelas relacionadas a calendário. Uma das coisas que eu precisei fazer no último mês foi agendar a revisão do carro. Já percebi que este tipo de tarefa foi um grande erro. Mas além disso, este carro não terá mais que fazer revisão. Já completou a lista de inspeções previstas, agora só faço manutenção preventiva e corretiva.
Pelo tanto que rodo por ano, a revisão do carro demora mais de um ano para vencer. Apesar de ser pouco, é muito complicado ficar sem um dos carros. Então tentamos agendar estas revisões em férias e folgas que não sejam dias trabalhados. Nem sempre consigo coincidir, então requer um grande esforço para conciliar os compromissos e obrigações. Calculei que precisaria fazer 3 revisões durante o período, mas quase que a terceira não ocorre. Essa acabou sendo uma tarefa um pouco delicada, por isso coloquei na lista. 
Nos dois primeiros anos do projeto, de fato fiz a revisão de acordo com o checklist do fabricante. Liguei algumas semanas antes agendando a revisão, deixei o carro no fim do dia, peguei carona para casa. No dia seguinte fiquei em casa e só saí a pé. No fim do dia pedi novamente a carona para me deixar na oficina e fiquei esperando o carro ser liberado para poder ir embora. Numa das vezes o carro foi liberado mas o serviço não estava terminado. Ainda precisei ligar algumas vezes para tentar terminar o serviço.
Por conta disso, este ano, optei por agendar o serviço que pretendia fazer numa outra oficina de confiança. Aproveitei para consertar o ar condicionado que não estava funcionando e solicitei os serviços que estavam vencendo pela quilometragem: troca de óleo, filtro, alinhamento...
Felizmente deu tudo certo e conseguimos fazer em dois dias. A rotina teve um pequeno impacto como das outras vezes.
Quando começa a ficar muito complicado tem que começar a pensar o que está mais valendo a pena. Já estou com esse carro há bastante tempo mas não pretendo trocar de carro, então tenho que tentar me programar para fazer a manutenção e ficar o mínimo possível sem o carro. Agora está bem mais fácil, não dependo tanto de carona e posso delegar algumas responsabilidades, mas a mobilidade ainda é um grande problema das cidades.
Demorei tanto para escrever que já não lembro o dia que fizemos, mas sei que foi no mês de abril. Ficou o aprendizado que eu não preciso de lista para realizar este tipo de tarefa, mas fica a preocupação de me programar para ter opções caso tenha que ficar sem carro. 
Estou com pelo menos mais duas tarefas perto de terminar e venho contar sobre elas em breve. Ainda não atualizei a lista, mas até o fim do ano ainda tenho muita coisa perto de terminar para concluir. É até engraçado pensar que eu não sou mais capaz de listar 100 coisas a se realizar, mas consigo listar umas 20. Então vou manter um pouco deste formato.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Os Livros que Eu Troquei

2016 não foi um bom ano para trocas. Apesar de eu ter feito as pazes com os correios e estar adaptando o meu comportamento com os mimimis de quem troca livro para conseguir trocar mais livros (continuo não enviando fotos, não adianta que isso não vou mudar tão fácil) não estava esperando trocar livros com tanta facilidade em 2017. Agora, o maior limitante são os livros que tenho mas não li que estão cada vez em maior quantidade. Disponíveis para troca tenho mantido pouco mais de 50.
A minha meta era trocar pelo menos 10 livros no ano, se possível, uma média de 1 por mês. É aproximadamente o volume de livros meus que leio no mês. Com isso, levando alguns livros para algumas bibliotecas e trocando outros no sebo, aos poucos consigo chegar na quantidade de livros que pretendo manter em minhas estantes. 
Curiosamente, em janeiro recebi 3 solicitações de troca. Consegui aceitar e enviar os livros dentro do prazo e as pessoas foram bastante solícitas nos contatos e nas avaliações. E assim saiu de casa "Casais Inteligentes Enriquecem Juntos", "Anjos e Demônios" e "A Estrutura da Bolha de Sabão". Com os créditos que adquiri com estas trocas, também solicitei 3 livros que estavam marcados como desejados.
Em fevereiro também recebi uma solicitação logo no começo do mês e que aproveitei e já gastei o crédito logo, com outro livro que estava em desejados. Não foi uma troca tão tranquila, mas enviei "Comprometida".
Em março recebi mais uma de um livro novo que eu tinha duplicado: "A Vingança veste Prada". Esta troca demorou um pouco para ser concluída, só concluí em abril.
Em 1º de abril recebi duas solicitações de troca. Enviei logo que recebi "O Diário da Princesa" e "História de Fantasmas". Agora já estava mais difícil escolher livros para gastar os créditos então demorei um pouco para solicitar. A minha lista de desejados está ficando bastante reduzida, assim como a de disponíveis para troca. Mesmo assim, no fim de abril recebi mais duas solicitações e também corri para enviar. Ainda em abril foram: "A História do Ladrão de Corpos" e "Beber, Jogar, F@#er". Estou preferindo solicitar livros apenas dentro do estado que demora menos tempo para chegar. Por isso, acabei acumulando créditos. Agora realmente tenho que avançar nas leituras para ter mais livros disponíveis para troca.
Em maio voltei a receber solicitações. Desta vez foi "Ciranda de Pedra" que já estava há tempos na minha estante. Fiquei receosa do envio por conta da greve dita finalizada, mas aceitei porque é dentro do estado. Na verdade, estou tendo dificuldades com um livro que foi enviado para mim em outra troca. Por isso estou acumulando créditos por enquanto.
....
Alcancei a minha meta de trocar 10 livros nos enviados no mês de maio, o que é bom. Gostaria de ter lido mais dos livros que adquiri por troca. E também gostaria de ter lido mais livros meus para disponibilizar para troca.
A minha lista de desejados está bastante diminuta. Quase não tenho opções para solicitar se tiver um crédito disponível. Mas na verdade, o que vai fazer diferença é atualizar as minhas listas, cadastrar os livros que completam coleções e atualizar os livros que eu já tenho.
Até o fim do ano espero trocar mais livros. Depois venho contar dos demais que consiga, mas por enquanto 2017 é um ótimo ano para trocas. E também aproveitei para me desfazer de outros livros que tinha mas não tinha a pretensão de reler. Foram pelo menos duas sacolas de livros para diferentes pessoas. Isso não me ajuda a abrir espaço na estante, mas certamente também não me atrapalha. Junto com esta meta de trocar os livros, tenho mais uma de não deixar o meu total de livros passar de 500. Como nem cheguei a atingi-lo, pretendo começar a diminuir a expectativa deste total.

segunda-feira, 15 de maio de 2017

DL - Resumo da Décima Nona Semana

Resolvi correr com algumas tarefas que estão pendentes há bastante tempo e por isso não fui tão bem nas leituras. De qualquer forma, tentei me dedicar nas leituras que estavam em andamento, principalmente as que estavam na lista de leitura. Entre 7 e 13 de maio consegui terminar alguma coisa.

Ensaio sobre a Cegueira, que foi o livro selecionado no quadro de votação e estava na minha lista de leitura de abril, finalmente consegui ler. Foi também o primeiro livro de Saramago que li e, que livro incrível. Não sei se eu conseguiria assistir ao filme, mas certamente recomendo a leitura do livro. Demorei um pouco para concluir, terminei em 12 de maio e avaliei com 5 estrelas. E que livro incrível. Mal posso esperar para ler o próximo.

Claro que um dos aspectos que me preocupa é a falta de tempo para ler com os compromissos dos fins de semana. E serão vários nas próximas semanas. Enfim, penso que terminando algumas tarefas mais dispendiosas terei mais tempo para as outras ocupações. Estou mais perto de terminar os capítulos da novela, talvez em maio mesmo, e também as roupas que estão diminuindo. As leituras da Agatha Christie precisavam estar mais no fim do que de fato estão, mas tenho procurado me dedicar um pouco toda semana. E a outra leitura que tenho feito, da Virginia Woolf, também não está avançando muito. Tem possibilidade de eu conseguir terminar alguma coisa na semana que vem, mas pode não ser uma das minhas leituras.