quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

The OC: O Forasteiro

Eu não era tão adolescente assim quando a série The O.C. estreou. Mas lembro que assisti quase tudo. Uma das coisas que eu mais gostava era a paisagem. Como aquele lugar de cenário é lindo. De fato, parece um paraíso. E a trilha sonora seguia um estilo diferente. Eram muitas bandas que estavam começando e a série lançava a tendência. Ainda tenho vontade de conhecer a Califórnia, e se possível, Orange Country, antes que suma do mapa. Enquanto não tenho oportunidade ($), matei a saudade assistindo alguns episódios antigos e lendo este livro. A música Califórnia (Phantom Planet) embala a abertura da série e recheia de lembranças das paisagens maravilhosas. Eu quase as vejo novamente ouvindo a música.
Não foi o livro que deu origem à série de TV, foi a série que deu origem ao livro. O livro narra os três primeiros episódios da série. Desconheço que tenha outros livros com o resto da história da série.
A história é sobre um garoto Ryan de 16 anos (!) que é pego com o irmão (Trey) roubando um carro. E então, um defensor público (Sandy) resolve ajudar um pouco mais e acaba por adotar esse garoto. Bom, tem muito mais coisa nisso, a mãe o expulsa de casa, ele fica amigo do filho do Sandy, se apaixona pela vizinha. Ah, parece contos de fadas, isso não acontece... Realmente, não acho que isso aconteça com facilidade, mas admirei a forma como foram tratados os assuntos comuns dos adolescentes: escola, namoros, festas, família, drogas, sexo etc. O tempo todo eles expõem o contraste do paraíso (Orange Country) e o inferno do subúrbio em Chino.
O melhor do livro, é que tem várias frases não ditas, quer dizer, no livro têm os pensamentos e os conflitos que estão na cabeça dos personagens e que na série não são ditos. Claro que a maioria a gente imagina, mas é diferente. No livro é bem mais específico. Principalmente por que no início da série ainda não conhecemos muito dos personagens, mas já tem um monte de frases não ditas.
Passei a odiar menos a Marissa, típica garota que tem tudo mas quer fugir.
A linguagem é super simples. Como eu já conhecia a série, mais parecia que eu estava relendo um livro. Senti falta da continuação.
Este foi o quarto livro que eu recebi pelo grupo Livro Viajante e foi cortesia da Ligi. Obrigada e espero poder retribuir.

2 comentários:

  1. Oi. Tem selinho para você no meu blog.

    http://diario-da-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Tinha uma amiga que era louca por The OC! Sempre assistia alguns episódios com ela. Confesso que desses adolescente, tantos os antigos, quanto os novos, era o mais legal, porque os personagens realmente agiam como jovem!

    :)
    @nine_stecanella
    http://janinestecanella.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Comentários, sugestões e críticas são bem vindas desde que feitos com educação. Obrigada por deixar seu comentário.